Vegetarianismo e gravidez combinam?

Nutricionistas esclarecem dúvidas, explicam quais são os benefícios e cuidados para quem quer aderir ao vegetarianismo durante a gravidez.

shutterstock_46690786

Se você é vegetariana ou até mesmo está pensando em começar uma dieta vegetariana durante a gravidez, algumas dúvidas já devem ter surgido à mente.
Como foi o caso da Andréia, que era vegetariana antes de ter o Gabriel, hoje, com um mês de vida. “Quando engravidei fiquei preocupada se meu pequeno teria todas as vitaminas necessárias, mas me tranquilizei com a orientação do meu médico. Com uma dieta balanceada, o vegetarianismo só nos trouxe benefícios”. Tipos de vegetarianismo 

Antes de tudo, é importante ressaltar que qualquer dieta vegetariana exclui o consumo de carnes, sejam elas brancas ou vermelhas. Vamos conhecer melhor as características de cada uma?

Ovo-lacto-vegetarianismo: dieta composta por alimentos de origem vegetal, ovos, leite e seus derivados. Esta é a forma mais comum de vegetarianismo.

Lacto-vegetarianismo: adeptos dessa dieta não consomem nenhum tipo de carne ou ovos, mas incluem leite e derivados na alimentação.

Veganismo:  os veganos excluem todos os produtos de origem animal da dieta, inclusive mel e gelatina.

Vegetarianismo e seus benefícios
A Andreia é uma das muitas mães que buscam as vantagens de uma alimentação sem carnes. O vegetarianismo na gravidez é uma tendência que só vem crescendo. E isso não é à toa. A nutricionista e membro da SVB (Sociedade Vegetariana Brasileira) Natalia Chede afirma que o vegetarianismo é perfeitamente saudável em qualquer fase da vida, inclusive durante a gravidez e amamentação.

“Ao excluir a carne da dieta, a pessoa se livra dos hormônios e antibióticos encontrados na carne que podem causar danos ao feto. Além disso, os ganhos para a saúde são vários: menos gordura saturada, mais fibras e antioxidantes”, complementa Natália.

Como suprir os nutrientes encontrados na carne?
Quem já é vegetariana, sabe bem como suprir os nutrientes encontrados na carne (seja ela vermelha ou branca). O ferro, por exemplo, pode ser consumido em vegetais verde-escuros (como brócolis, couve, agrião, rúcula), nos feijões e cereais integrais.

Para auxiliar na absorção do ferro, a dica da nutricionista Maria Izabel Giannichi é consumir esses alimentos acompanhados de acerola, laranja e limão, que são ricos em vitamina C. Uma salada de rúcula acompanhada de um suco de acerola natural é um ótimo exemplo.

Ao preparar o feijão e outras leguminosas, a nutricionista Mariana Marchetti recomenda deixá-los de molho na noite anterior ao consumo e cozinhá-los com uma água nova. Isso diminui a quantidade de fitato, substância que prejudica a absorção de ferro e zinco, presente nesses alimentos.

Ela também recomenda ingerir alimentos integrais em maior quantidade no almoço e no jantar, “assim como o arroz integral com feijão, que juntos formam uma proteína de alta qualidade”, explica.

Outros nutrientes merecem atenção especial durante a gravidez, como o cálcio, zinco, ômega 3 e a vitamina B12. “Conseguimos todos os nutrientes necessários nos alimentos de origem vegetal, com exceção da vitamina B12, que é encontrada em alimentos apenas de origem animal, como carnes, ovos, leite e derivados”, esclarece Mariana. Neste caso, dependendo o grau de restrição da dieta, é preciso que o nutricionista avalie a necessidade de suplementação.

Grávida pode tomar suplementos alimentares?

Não recorra aos suplementos por conta própria. A nutricionista Maria Izabel Giannichi explica que os suplementos podem ser consumidos caso o médico julgue necessário. “Nos exames de sangue feitos rotineiramente nas gestantes é possível ver se há carência de algum nutriente. Somente nesses casos, o médico ou nutricionista pode indicar o devido suplemento”.

Tome nota

Os nutricionistas são unânimes em afirmar que a dieta vegetariana é aconselhável e saudável desde que seja bem orientada, especialmente durante a gravidez. Vale lembrar que cada tipo de vegetarianismo terá detalhes diferentes para se atentar na dieta, por isso, a Dra. Mariana afirma que é sempre fundamental o acompanhamento de um nutricionista.

Fonte: http://www.danonebaby.com.br/nutricao-para-maes-e-bebes/vegetarianismo-e-gravidez-combinam/

Anúncios

Uma opinião sobre “Vegetarianismo e gravidez combinam?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s