O QUE É IMPORTANTE SABER ANTES DE COMPRAR OS MÓVEIS DO SEU BEBE “Berço”

O QUE É IMPORTANTE SABER ANTES DE COMPRAR OS MÓVEIS DO SEU BEBE

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM ALESSANDRA FRANÇOIA (COORDENADORA NACIONAL DA ONG CRIANÇA SEGURA) PARA TULIPABABY.

Um dos momentos mais prazerosos durante a espera do bebê é a montagem do quartinho. Mas basta os pais visitarem algumas lojas para as dúvidas e certa angústia começarem a surgir.

No momento da escolha, os pais geralmente levam em consideração aspectos como design, qualidade, decoração e preço. Muitas vezes a escolha é até inconsciente, sem saber o porquê, gostam mais de certo produto que de outro.

Entretanto, existe um fator importantíssimo, que na maioria das vezes passa despercebido: o quesito “segurança”.

Uma das razões deve-se ao fato da segurança ser algo difícil de ser observado porque é baseada em informações meramente técnicas. Além disso, a grande concorrência entre os fabricantes de berços no mercado nacional, aliada à atual falta de fiscalização sobre este aspecto dificulta que a escolha seja baseada na segurança.

De todos os móveis, o que deve ser mais observado é o berço, pois os bebês recém-nascidos dormem aproximadamente de 15 a 16 horas por dia. Ou seja, dormindo ou
acordados, os bebês passam muitas horas dentro do berço.

Para mais orientações sobre este assunto confira entrevista exclusiva com Alessandra Françoia – Coordenadora Nacional da ONG Criança Segura:

(TulipaBaby) – Existe alguma estatística sobre acidentes em berços?
(Alessandra Françoia) – Sufocações e quedas são os acidentes mais comuns e graves que podem ocorrer no berço. Mas para nenhum dos dois tipos de acidentes o Ministério da Saúde especifica quantos ocorreram em berços. Sabemos porém que das 40 mortes por sufocação em leitos em 2008 (dados mais atuais do Ministério da Saúde), 38 foram de crianças de até 1 ano.

(TulipaBaby) – No Brasil não havia fiscalização para berços. Este ano (2011), o Instituto Nacional de Metrologia, Normatização e Qualidade Industrial (Inmetro) publicou no diário oficial regras obrigatórias de segurança. A ONG Criança Segura teve participação no desenvolvimento destas normas?
(Alessandra Françoia) – Sim, a CRIANÇA SEGURA acompanhou e participou ativamente das discussões relacionadas a este tema, assim como de outras discussões relacionadas à produtos infantis como cadeirinhas para carro (também devem possuir selo do Inmetro obrigatoriamente), carrinhos de bebê, etc.

(TulipaBaby) – Até junho de 2013, todos os berços terão que sair das fábricas com o selo do Inmetro. Para as lojas, o prazo final é junho de 2014. Neste período em que as empresas estão se adequando às normas, o que os pais devem considerar no momento de escolher o berço?
(Alessandra Françoia) – Os responsáveis devem adotar as seguintes medidas:
– Ficar atento às grades de proteção do berço, que devem estar fixas e não devem ter mais que 6 cm de distância entre elas;
– Observar o colchão, que deve estar bem preso ao berço (não mais que dois dedos de espaço entre o berço e o colchão) e sem qualquer embalagem plástica; Não pode haver qualquer espaço entre o estrado e o colchão;
– Não deve haver pilares mais altos na borda do berço para a criança não ficar
pendurada pelas roupas e acabar se sufocando;
– Remover do berço todos os brinquedos, travesseiros e objetos macios quando o bebê estiver dormindo, para reduzir o risco de asfixia;
– Posição do bebê: bebês devem dormir em colchão firme, de barriga para cima, cobertos até a altura do peito com lençol ou manta presos embaixo do colchão e os bracinhos para fora.

(TulipaBaby) – Até que idade é aconselhável a criança dormir no berço?
(Alessandra Françoia) – Até quando for recomendado pelo tamanho permitido pelo berço, em  geral, 1,3m ou 1,5m de altura.

(TulipaBaby) – O protetor de berço pode oferecer riscos?
(Alessandra Françoia) – Sim. Assim como outros objetos macios – almofadas, brinquedos,  lençóis e cobertores – o protetor pode oferecer risco de sufocação.

(TulipaBaby) – A grade lateral móvel representa perigo para a criança?
(Alessandra Françoia) – As grades laterais podem apresentar risco se a criança começa a  demonstrar que pode escalá-las pois acaba representando uma altura ainda maior para a criança que poderá sofrer uma queda. Os  protetores, almofadas, bichinhos ainda podem contribuir para isso pois podem ajudar a criança a escalar as grades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s