Mitos e Verdades sobre o Banho do Bebê!

Será que a água está na temperatura certa? Por que meu filho chora quando entra na banheira? Essas e outras dúvidas atormentam os pais de primeira viagem e podem transformar o banho em um momento de estresse.

Para acabar com a ansiedade e fazer com que essa seja uma ocasião de prazer e aconchego, é importante esclarecer o que é mito e o que é verdade sobre o assunto.

Bebês que tomam banho antes de deitar dormem melhor.

Verdade. O banho ajuda a acalmar e relaxar o bebê, preparando-o para uma boa noite de sono. Isso acontece porque a água morna remete ao meio em que o pequeno vivia, na fase intrauterina, deixando-o mais tranquilo. Mas é importante que ele esteja seguro e seja acariciado, para que se sinta protegido. 

É preciso esperar o umbigo cair para dar o banho completo no bebê, molhando todo o corpinho.

Mito. Desde o primeiro dia de vida a criança pode tomar o banho normalmente. Porém, é preciso secar bem a região do umbigo e aplicar o álcool 70% (encontrado em farmácias). O produto tem a função de retirar toda a umidade do coto umbilical para que ele caia.

Para testar a temperatura ideal da água, é essencial usar um termômetro.

Mito. Esse cuidado é desnecessário. Para saber se a água está na temperatura ideal, deve-se usar o dorso da mão, a parte interna do pulso ou o cotovelo, áreas mais sensíveis do corpo. “Ela deve estar morna e agradável. Na dúvida, deixe-a um pouco mais fria, que causa menos dano à pele do bebê”, explica a pediatra. E, em dias frios, dê um banho rápido, para que a água não esfrie.

Para evitar dores e inflamações, é preciso impedir que entre água nos ouvidos do bebê.

Verdade. Para isso, apoie a cabeça da criança em uma das mãos, posicionando seu dedo médio em um dos ouvidos e o polegar no outro. Com a mão livre, lave e enxágue o cabelo, jogando a água, em pequena quantidade, no sentido da testa para a nuca.

Deve-se colocar pouca água na banheira para evitar riscos ao bebê.

Mito. Ele deve ficar imerso na água até os ombros. “Segure-o com firmeza e tranquilidade para que se sinta seguro e relaxe dentro da água. E lembre: jamais deixe o pequeno sozinho durante o banho, nem por um segundo”, alerta Sandra.

O banho deve ser dado apenas com sabonete próprio para bebês.

Verdade. Eles têm uma formulação específica para a pele sensível e delicada das crianças. Vale a pena usar, por exemplo, o sabonete Fofo Líquido, que é suave, tem pH neutro e, por isso, limpa com suavidade. O produto ainda oferece a vantagem da embalagem pump. Basta você apertar que o sabonete já sai na sua mão, sem que você precise soltar o bebê. Superprático, não é?

Há bebês que se assustam ao entrar na banheira.

Verdade. Isso acontece porque ele se sente inseguro. Para resolver o problema, a médica aconselha que a criança seja colocada na banheira de forma que possa apoiar os pezinhos no fundo, de costas para você. “Comece lavando o bumbum e as costas, e só depois vire-a de frente”, ensina. Esse truque ajuda a acalmar o pequeno!

O banho diário é desnecessário, já que os bebês ainda não têm oleosidade na pele.

Mito. O banho deve ser dado diariamente, pois, além de promover a higiene da criança e eliminar bactérias, é um momento muito gostoso e confortante. Ele promove a higiene e o conforto da criança.

Sabendo de todos esses cuidados, você pode aproveitar a hora do banho também como mais um momento gostoso de carinho e de troca com o seu bebê.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s