Dicas para viagens com bebê nas férias

Pediatra destaca os cuidados e a preparação da bagagem dos bebês e crianças viajantes

dicas de viagens com bebês e crianças - Foto: Ben_Kerckx / pixabay.com

Férias é a época perfeita para viagens em família. Mas colocar o pé na estrada com um bebê exige alguma preparação para garantir que será um tempo de ouro e não de sufoco.

Do desconforto dentro do avião a contatos de emergência e caixinha de remédios, Dr. Jofre Cabral, pediatra e neonatologista da Perinatal, dá algumas dicas e soluções para os problemas mais comuns que podem acometer quem está planejando colocar o pé na estrada pela primeira vez com o bebê. Confira:

  • No avião
    Nos procedimentos de decolagem e pouso é comum que a criança sinta a pressão no ouvido e isso lhe cause desconforto. Porém, o movimento de sucção ao mamar, geralmente, é o suficiente para aliviar esse problema. Caso a criança continue reclamando, faça calor no ouvido, com a própria mão ou uma cobertinha, para diminuir essa pressão.
  • Farmácia
    Dr. Jofre sugere uma consulta antes da viagem para ver se o bebê precisa de algum medicamento específico. Para os casos mais comuns, é recomendado um antitérmico e um termômetro para febre, mordedores para os dentinhos, soro fisiológico, creme para assaduras, filtro solar, pinças pequenas para o caso de farpas ou ferrões de insetos, pomadas cicatrizantes, gaze, tesourinha, esparadrapo para feridas e remédio para gases. Antibióticos são desnecessários e todos os medicamentos prescritos precisam ser transportados juntos com suas receitas.
  • Sol e estrada
    Para crianças acima de seis meses de idade é sempre importante aplicar o filtro protetor solar e respeitar os horários de exposição segura ao sol antes das 10h e depois das 16h. Caso ele seja um pouquinho mais novo, não pode usar protetor e, por isso, o cuidado é ainda maior. Leve um chapéu, fique na sombra e não permita que o bebê fique exposto por mais de 15 minutos. Em viagens de carro, é bom cobrir as janelas para evitar que o sol atinja o bebê. Para viagens a locais frios e nevados, roupa adequada e manteiga de cacau, para proteger os lábios.
  • Emergência
    Para evitar sustos, o médico sugere levar o telefone do pediatra e dos contatos de emergência. Não esquecer a carteirinha do plano e ter conhecimento dos hospitais mais próximos da região em que ficará hospedado. Também é importantes que as mães saibam fazer soro caseiro para o caso de desarranjos intestinais. A receita recomendada pelo UNICEF é: uma medida rasa de sal da colher padrão para duas medidas rasas de açúcar em um copo com água. A colher padrão é distribuída gratuitamente nos postos de saúde e farmácias populares.
  • No hotel
    O médico sugere também que a mãe fique atenta às cozinhas dos hotéis, para verificar a possibilidade do preparo rápido de refeições específicas para a criança ou ainda se permitem que a mãe possa preparar a comida do bebê. Em relação à amamentação, a orientação é não carregar o leite. “O melhor meio de transporte do leite é dentro do seio. Mas, caso ela deseje levar, vale lembrar que o leite deve ser conservado na geladeira por 24 horas. Se congelado, dura até 15 dias”.
  • Na estrada
    Em viagens de carro, a segurança fica em primeiro lugar. “A cadeirinha com o cinto de segurança adequado é fundamental para o transporte do bebê e a mãe deve retirá-lo dela com o carro totalmente desligado. Os pais devem também garantir que haja cintos disponíveis para todos da família e programar paradas a cada três horas para olhar o bebê ou a cada vez que ele reclamar”.
  • Turistando
    Na cidade, o pediatra dá algumas dicas para o dia: bebês mais novos podem ficar tranquilamente no canguru ou no sling, desde que estejam confortáveis. Já crianças mais velhas, terão mais liberdade se caminharem. Recomendo também aos pais que levem um edredom pequeno ou uma toalha mais grossa para o caso de querer colocar a criança na grama ou na areia. Dessa forma, podemos evitar surpresas como mordidas e/ou picadas de animais e insetos.

Boa viagem a todos!

Fonte do Site: http://guiadobebe.uol.com.br/dicas-para-viagens-com-bebe-nas-ferias/

Conheça os principais produtos da TulipaBaby: 

Anúncios

Amamentando o seu bebê

Independentemente de você amamentar no peito ou usar a mamadeira, a hora da mamada é uma ótima oportunidade de criar laços com seu bebê. Saiba mais sobre as opções abaixo e converse com seu médico para saber a melhor forma de alimentar seu pequeno.

Resultado de imagem para amamentar

Amamentar pode ser muito mais para o seu bebê

Pesquisas demonstram que uma rotina de toques leva a um melhor desenvolvimento fisiológico, cognitivo, emocional e social. Os primeiros vínculos emocionais do seu filho são feitos a partir do contato físico e servem como a base para o crescimento emocional e intelectual no decorrer da vida.

Então, enquanto você segura seu bebê nos braços, seja para amamentar no seio ou na mamadeira, ele está recebendo os benefícios do seu toque (e de seu cheiro), além dos nutrientes de que precisa, promovendo o desenvolvimento feliz e saudável.

Aleitamento materno

Muitos profissionais de saúde concordam que nada é melhor para os bebês do que o leite materno. Em termos nutricionais, ele é feito sob medida para o seu filho. Tem todas as vitaminas e minerais de que o bebê precisa, é mais fácil de digerir do que o leite em fórmula e há menos probabilidade de causar reações alérgicas. O aleitamento materno permite que a mãe passe os anticorpos do seu próprio corpo pelo leite para reforçar a defesa do bebê contra infecções. Além disso, o seu leite se adapta naturalmente às mudanças nas necessidades do seu filho, no decorrer das semanas ou meses.

Outras formas de nutrir

Às vezes, é claro, as mães não podem amamentar por conta de problemas médicos ou outras circunstâncias especiais. Converse com o pediatra sobre a melhor forma de alimentar seu bebê. Não importa como você decida alimentar seu pequeno: sempre assegure-se de segurá-lo enquanto o alimenta.

O carinho que vem com a amamentação ajuda a construir laços fortes de afeto entre vocês. Convide seu parceiro para participar a hora da amamentação é uma oportunidade perfeita para que seu bebê e seu parceiro se aproximem cada vez mais.

Fonte do Site: https://www.johnsonsbaby.com.br/preparando-se-para-o-bebe/alimentando-seu-bebe 

Conheça os principais produtos da TulipaBaby: 

A primeira mamada na cesariana e parto normal

A Organização Mundial da Saúde preconiza que a primeira mamada ocorra logo na primeira hora de vida do bebê

Um estudo realizado pela Universidade Federal Fluminense, Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e Secretaria da Saúde de Queimados (RJ) demonstrou em números o que já se via na prática em maternidades: mulheres que realizam cesariana (parto preferido por muitas mulheres) demoram mais tempo para amamentar seus filhos pela primeira vez.

No parto normal, a demora da primeira mamada é em média 4 horas. Já os bebês nascidos de cesariana demoram cerca de 10 horas para se alimentarem pela primeira vez no peito da mamãe.

Pai ao lado da esposa e seu bebê recém-nascido - foto: Halfpoint/ShutterStock.com

A fonoaudióloga Jamile Elias explica porque a amamentação no parto normal é mais rápida. “É mito dizer que as mamães que fazem cesariana ficam mais cansadas e demoram para se recuperar e poder amamentar. O motivo está na diferença da ação hormonal do organismo das mulheres que realizam parto normal e cesariana”, conta a profissional.

No parto normal, a placenta já está pronta e já está tudo pronto para o bebê nascer. Assim que nasce, todos os hormônios estão em perfeita harmonia e há a descida do leite, facilitando a primeira mamada.

O mesmo não ocorre na cesariana; a placenta pode não estar totalmente madura, desorganizando os hormônios, fazendo com que a descida do leite demore mais, prejudicando a primeira mamada do bebê.

O estudo realizado no RJ apontou ainda que das mamães que realizaram o parto normal, 22,4% amamentaram na primeira hora contra 5,8% das mamães que realizaram cesárea.

Faça pré-natal
Um pré-natal bem feito é condição favorável para que médico e mamãe saibam das condições da gestação.

É fundamental amamentar
Todas as mamães e futuras mamães sabem da importância incontestável da amamentação para seu filho e para a saúde da mãe.

Além de suprir todas as necessidades nutricionais do bebê e o imunizar com anticorpos passados pelo leite materno, o ato de amamentar ajuda a mamãe a recuperar o corpo mais rapidamente, prevenindo alguns tipos de câncer e o vínculo mãe-bebê se torna mais forte.

Acesse: http://guiadobebe.uol.com.br/a-primeira-mamada-na-cesariana-e-parto-normal/

Conheça os principais produtos da TulipaBaby: 

Mamilo invertido: conheça as causas

O mamilo ou papila corresponde à maior proeminência na aréola, e tem importância fundamental na vida da mulher. Seja funcionalmente, permitindo principalmente a amamentação.

mamilo invertido é definido como uma retração do órgão para dentro da mama, e em geral a queixa é estética e associada ao temor de não poder amamentar. Tem como causa principal uma má formação congênita, isto é, uma fraqueza nos ligamentos que sustentam a papila e sem caráter hereditário.

Apesar de a papila invertida estar associada a problemas estéticos e psicológicos, o problema mais dramático é a impossibilidade de amamentar, por isso a importância da correção já ao se planejar a gravidez, hoje existem acessórios que ajudam a fazer esta correção de forma rápida e não dolorosa.

Experimente os dispositivos corretores de mamilo. Esses aparelhos alongam os dutos lactíferos puxando o mamilo por um determinado período. O dispositivo plástico e transparente é colocado sobre o mamilo debaixo das roupas.

Clicando nas imagens será direcionado o produto e mais detalhes

niplette-avent-unidade-scf15201-0004738-1

  • Aplique uma pequena quantidade de pomada para mamilos na região e na base do dispositivo.
  • Insira a seringa na abertura da válvula, pressionando com firmeza.
  • Coloque o corretor sobre o mamilo com uma mão e puxe a seringa com a outra para criar a sucção. Não puxe demais o processo não deve ser doloroso.
  • Após puxar o mamilo, libere o corretor.
  • Segure a válvula com firmeza e remova a seringa cuidadosamente. Evite a entrada de ar, pois isso pode fazer com que o dispositivo caia.
  • Utilize o aparelho debaixo das roupas. Se estiver utilizando uma roupa justa, é possível disfarçá-lo com uma capa de proteção própria do produto.
  • Remova o corretor empurrando a seringa contra a válvula para quebrar o vácuo.
  • Utilize o produto uma hora ao dia no começo. Aumente o período em uma hora por dia até conseguir utilizá-lo por oito horas ao dia.
  • Não utilize o produto o tempo inteiro!
  • Os resultados devem surgir dentro de três semana.

Confira o modelo disponível em nosso site: Niplette AVENT

Clicando nas imagens será direcionado o produto e mais detalhes 

niplette-avent-unidade-scf15201-0004738-1

Acesse nosso site e confira detalhes do produto

Sem título

” Saiba mais sobre nosso Trocador Comfort  em formato concavo”

Conheça os principais produtos da TulipaBaby: 

Dicas para ter boa postura para amamentar

Uma posição correta para amamentar é o primeiro passo para ter sucesso na amamentação. Para o bebe pegar a mama corretamente para que não ocorra ferimentos nos mamilos a mãe precisa ter posição correta e confortável.

“Para uma pega correta, o bebê precisa abrir bem a boca antes de abocanhar a mama e deve pegar mais a parte de baixo da auréola do que a parte de cima. Ele deve estar com as bochechas cheias, com o queixo encostado à mama da mãe e não deve produzir nenhum som ao mamar, somente o de estar engolindo o leite.”

sem-titulo

Confira as 5 posições para amamentar

1- Deitada de lado na cama

Deve-se oferecer a mama que está mais próxima do colchão e para que você fique mais confortável, apoie sua cabeça no braço ou numa almofada e verifique sempre se o bebê está mamando bem para prevenir complicações como a rachadura nos mamilos. Ideal para a mãe e para o bebê sendo útil durante as mamadas noturnas ou quando a mãe está muito cansada.

2- Sentada com o bebê deitado no colo

Colocar o bebê deitado no seu colo e sentar confortavelmente numa cadeira ou sofá . A posição correta consiste em colocar a barriguinha do bebê encostada na sua, enquanto você segura o bebê com os dois braços por baixo do seu corpinho. 

3- Sentada, com o bebê na “posição de cavalinho”

O bebê deve ficar sentado numa das coxas, de frente para a mama e a mãe poderá segurá-lo, apoiando suas costas. Esta posição é ideal para bebês com mais de 3 meses e que já seguram bem a cabeça.

4- Sentada com o bebê de lado, por baixo do seu braço

Colocar o bebê deitado, mas passá-lo por baixo de um de seus braços e dar a mama que estiver mais perto da boca do bebê. Para ficar nesta posição é preciso colocar uma almofada, travesseiro ou uma almofada de amamentação para acomodar o bebê. Essa posição é ótima para aliviar a tensão nas costas da mãe enquanto amamenta.

5- De pé

Se você quiser dar de mamar enquanto está de pé, você poderá deitar o bebê no seu colo mas deverá colocar uma das suas mãos entre as pernas do bebê para apoiá-lo melhor.

Acesse nosso site e confira os modelos de poltrona para facilitar o momento da amamentação!

retroavela-282

www.tulipababy.com.br

 

 

Dicas para Montar o Enxoval do Bebê: Parte 06

Chegamos a última etapa do enxoval do bebê, mas não podemos esquecer de dar atenção para a MAMÃE, confira os itens que a mamãe deve levar à maternidade:

mamãe

Bolsa do Bebê para Maternidade

Carro

  • Bebê conforto (assento para o bebê) – teste a instalação em seu carro assim que comprar.

Documentos

  • RG da paciente;
  • Carteira de convênio (caso tenha convênio, o Hospital exige na internação);
  • CPF e RG do marido (ou acompanhante);
  • Guia de internação (informe-se junto ao seu convênio se pode ser fornecida antes do parto, pois facilita muito no momento de internar);

Estas dicas são valiosas para mamães de primeira viagem que estão com dúvidas no enxoval do bebê! AGRADECEMOS A VISITA EM NOSSO BLOG! Até a próxima ♥ 

Confira a matéria com dicas para Montar o Enxoval do Bebê: Parte 05

Sem título

Conheça nossa loja física em Rio Negrinho-SC
Ficamos à 1:30h de Curitiba-PR!
Atendimento de Segunda à Sexta das 9:00h às 18:30h e todos os Sábados das 9:00h às 17:00h!
Acesse www.tulipababy.com.br
(47) 3644 0111 – (47)9232 0368 WhatsApp

Confira a visita da Raka Minelli em nossa loja ♥ 

 

Amamentação

Todos sabemos que a melhor forma de amamentar o bebê é através do leite materno.

Existem casos que a unica saída é apelar pela mamadeira. Pois então qual a utilidade da mamadeira?

Muitos bebês têm dificuldade de pegar o seio e acabam se adaptando melhor com a mamadeira, também existem casos, de que a mãe não possui leite suficiente para a criança e acaba optando por complementar a alimentação com a mamadeira. É importante consultar o pediatra para que ele indique o melhor leite e a quantidade que pode ser consumida em cada fase.

Neste mercado várias são as dúvidas que surgem; qual modelo de mamadeira optar? Se o bebê precisar complementar com mamadeira pode largar o peito? Entre outras dúvidas que surge para a mãe.

Hoje temos vários modelos de mamadeiras e com diversas funções. Temos as mamadeiras simples e as que possuem funções especificas com válvulas anti- cólicas, anti-refluxo, esterilizáveis, de vidro e assim por diante.

 

Cada criança se adapta a um tipo de mamadeira, se a criança tem por habito a chupeta, interessante usar a mamadeira da mesma marca, pois o bico da mamadeira terá o mesmo formato do bico da chupeta, assim a criança terá mais facilidade na hora da aceitação da mamadeira.

Para as mães que tem medo de complementar com a mamadeira tendo o receio que seu filho largue o peito, algo que ajuda e é dica de uma mãe, usar o protetor de seio também da mesma marca na hora de dar o peito ao baby.

Solicite mais modelos via WhatsApp |47|9232 0368

Sem título

Confira a visita da Raka Minelli em nossa loja ♥ 

Arroto e cólica no bebê: existe alguma relação?

O bebê deve ou não arrotar após as mamadas? E se o bebê não arrotar, o que acontece?

O assunto arroto sempre permeia as rodas de conversas das mamães que normalmente têm muitas dúvidas em relação ao tema. Será que realmente o bebê deve arrotar? E se não arrotar, tem algum problema? Até quando eu tenho que colocar meu bebê para arrotar?

Realmente essa questão gera alguns pontos de interrogação, já que as mamães não conhecem o motivo que faz do arroto um cuidado importante no dia-a-dia de um bebê. Aproveitando, mamãe: você sabe como surge o arroto? É válido o bebê arrotar? Bem, vamos lá…

Quando o bebê está mamando, seja no peito ou na mamadeira, geralmente há uma ingestão de ar, isto é, o bebê engole ar.

Isso ocorre principalmente em bebês que mamam em mamadeira, pois a anatomia entre o peito da mãe e a boca do bebê é perfeita, se encaixando de uma forma que dificulta a entrada de ar se mamãe e bebê estiverem em posição correta.

Clique aqui e saiba “Como produzir mais leite materno

Já o encaixe do bico da mamadeira e a boca do bebê não é tão perfeita assim, facilitando a entrada de ar.

O ar entra até o estômago do bebê que é mais leve que o leite e por isso tende a voltar. Quando o ar volta é o que conhecemos por arroto, que pode vir acompanhado de uma pequena quantidade de leite, a regurgitação.

Por normalmente o arroto vir acompanhado de uma regurgitação, o bebê que estiver deitado de costas ou de bruços no berço pode aspirar o leite que voltou e se asfixiar.

Portanto, a questão se deve arrotar ou não é relativa. Caso o bebê mame sem problema (sem entrada de ar), não existe a necessidade de esperar um arroto.

Bebê no ombro da mãe para arrotar - foto: Tyler Olson/ShutterStock.com

Arroto contra cólicas – Outra conseqüência do bebê que engole ar e não arrota são as cólicas. Com o estômago cheio de ar e o sistema digestivo ainda imaturo, aparecem as terríveis cólicas. Os bebês choram muito e nada os consolam.

O arroto é uma forma de tentar evitar que as cólicas apareçam. Fazer massagens na barriga e exercícios tipo bicicleta no bebê de barriga vazia são maneiras de fazer com que o bebê elimine os gases e também evitar as cólicas.

Depois da mamada, a mamãe deve colocar seu bebê na posição vertical com a cabeça no seu ombro e a barriga encostada no peito. O arroto aparece até os dez primeiros minutos, às vezes, pode demorar um pouco mais.

Posições ideais para o bebê – A mamãe não deve se preocupar caso seu bebê não arrote. Provavelmente a mamãe não ouviu o arroto, que nem sempre vem com barulho, ou o bebê não engoliu ar durante a mamada e, portanto, não tem ar para sair, não havendo o arroto.

Se a mamãe estiver com muita pressa ou tem um compromisso que a impeça de colocar seu bebê para arrotar, é melhor que coloque o bebê deitado de barriga para cima. (A posição em que o bebê deve ficar deitado foi, é e continuará sendo alvo de vários estudos. Atualmente a posição “de barriga para cima” é aconselhada como a mais segura. Clique aqui e leia mais sobre esse assunto.)

Uma das melhores posições para que o bebê não engula ar durante a amamentação é aquela em que o bebê fica com a cabecinha apoiada na volta de dentro do cotovelo da mamãe, barriga encostada com a barriga da mamãe e de boca bem aberta abocanhado a maior parte da aréola do seio da mamãe.

Colocar o bebê para o arrotar deve ser um cuidado por pelo menos até o sexto mês de vida do bebê onde o sistema digestivo do bebê já está bem mais maduro.

Clique aqui e saiba mais sobre “O primeiro banho do bebê

Dicas

Coloque o bebê na posição vertical com a cabecinha no seu ombro e se precisar dê uns tapinhas bem levinhos nas costas para estimular o arroto.

Ao colocar o bebê no berço sempre coloque-o de barriga para cima mesmo que ele tenha acabado de mamar e não tenha arrotado. Caso o bebê costume regurgitar, aguarde 40 minutos antes de colocá-lo deitado.

O arroto não está associado à saciedade do bebê. Se o bebê mamar corretamente, sem engolir ar, não tem motivo para forçar um arroto.

Fonte do Site: http://guiadobebe.uol.com.br/arroto-e-colica/

Poltrona de Amamentação

Conforto e tranquilidade na hora de amamentar. 

A Poltrona de amamentação Sarah é o mais novo lançamento da TulipaBaby com encosto anatômico oferece suporte à região lombar das costas e apoio à cabeça. Também possui apoio para os braços, todo requinte e conforto que a mamãe precisa neste momento tão especial.

A Poltrona de amamentação Sarah apresenta revestimento em tecido Suede de cor neutra e capitonê no encosto da poltrona e na parte superior do puff.

Seu balanço é super agradável e macio proporcionado maior conforto para mamãe e para o bebê.

A Poltrona de amamentação não só ajuda na hora de amamentar como também é ideal para fazer seu pequeno dormir e até mesmo um cantinho para contar historinhas.

A TulipaBaby sempre buscando desenvolver novos produtos em material de altíssima qualidade, com conforto diferenciado além de ser um produto moderno e bonito.

Clique nas imagens para ser direcionado ao produto. 

poltrona-de-amamentacao-sarah-com-balanco-e-puff-0006159-1

poltrona-de-amamentacao-sarah-com-balanco-e-puff-0006159-1

poltrona-de-amamentacao-sarah-com-balanco-e-puff-0006159-1

poltrona-de-amamentacao-sarah-com-balanco-e-puff-0006159-1

poltrona-de-amamentacao-sarah-com-balanco-e-puff-0006159-1

Além de sua beleza é uma poltrona compacta e combina em diversos estilos de ambiente. 

Preparando os Seios para Amamentação

Existem técnicas que podem ser usadas para fortalecer o bico do peito e estimular as glândulas mamárias. Tudo para evitar probleminhas na hora da amamentação.

Cuidados com a mama

A preparação das mamas deve acontecer ainda durante a gestação. É nessa fase que as mamães de primeira viagem devem começar a aprender tudo o que envolve o aleitamento. “A mãe pode, inclusive, procurar um pediatra durante a gestação para se informar sobre a importância da amamentação, a alimentação do bebê e os cuidados que deve tomar”, orienta a Dra. Maria José Mattar.

No geral não é preciso fazer nada. Apenas aguardar o bebê nascer e oferecer o seio à ele será o suficiente para que tudo ocorra bem.

Mamãe amamentando seu bebê - foto: Malyshev Oleg/ShutterStock.com

Mas existem algumas técnicas que podem ser usadas na tentativa de fortalecer o bico do peito e estimular as glândulas mamárias.

A regra número um é lavar o bico do peito apenas com água. Não utilize sabonete. Eles já têm uma hidratação natural ideal que deve ser preservada.

Antes recomendava-se banho de sol, mas atualmente o banho de sol sem proteção vem sendo cada vez mais desestimulado, seja para que tipo de pele for e que idade for do indivíduo.

Massagens no seio semanas antes do bebê nascer

As massagens são simples de serem feitas e bastante indicadas pelos médicos. Segure o seio com as duas mãos, uma de cada lado, e faça uma pressão da base até o bico, como se fosse uma ordenha. Repita o movimento cinco vezes com delicadeza, mas com energia. Depois, faça o mesmo com uma mão em cima e uma embaixo do seio. Esse procedimento ajuda na “descida” do leite e pode ser repetido uma ou duas vezes por dia.

Diminuir a sensibilidade do bico do seio

Para diminuir a sensibilidade do bico do seio, uma boa dica é usar camisetas sem sutiã, permitindo que o bico tenha atrito com a roupa, isso diminuirá a sensibilidade ao longo do tempo e não irá ferir o bico. Antes recomendava-se esfregar uma esponja no bico do seio, mas muitas mulheres relatam que o bico fica mais sensível devido à fricção mais forte.

Seio com bico invertido

As mulheres com o bico do seio invertido devem fazer uma massagem específica para estimular a saída do bico para fora. Muitas vezes, durante a gestação ele sai naturalmente, caso isso não ocorra, a gestante deve fazer a seguinte massagem:

Segure a extremidade do bico com o polegar e o indicador e rode os dedos, como se estivesse aumentando o volume do rádio ou girando um parafuso (para esquerda e para a direita). 

CUIDADOS COM OS SEIOS DEPOIS QUE O BEBÊ NASCER

Cremes e pomadas para o bico do seio

Para algumas mães irá funcionar e para outras não. Então você deverá testar caso ache necessário.

Outros procedimentos

Após as mamadas não lave os bicos com sabonete. Seque o bico sem esfregar e deixe-o terminar de secar naturalmente (fora do sutiã).

Antes e depois de cada mamada, hidrate os bicos do seio com o seu próprio leite.

Mas o principal é: a posição correta para a amamentação. Se o bebê fizer a “pega” correta, as chances de dor serão mínimas.

Fonte do site: http://guiadobebe.uol.com.br/preparando-os-seios-para-amamentar/

Dicas TulipaBaby

Alguns itens são de extrema importância e usabilidade nesta fase 

  • ABSORVENTE PARA SEIO MAM 

O excesso de leite é absorvido rapidamente pela camada interna absorvente, mantendo as camadas externas secas e macias. É suave e respirável para maior conforto. A textura delicada das duas camadas externas e a respirabilidade do absorvente fazem você esquecer que o está usando.

Absorvente P Seios Mam CareAbsorvente P Seios Mam Care (2)

  • PROTETOR DE SEIOS MAM

O seu formato permite sentir o cheiro e ter contato com a pele da mãe. Em situações de fissuras no mamilo, este é o meio mais fácil e eficaz, pois a criança não irá largar o peito e a mãe pode amamentar sem medos e receios.  Possui a superfície Silk Touch, patenteado da MAM, é de silicone e tem uma textura sedosa, mais macia do que qualquer outra superfície de silicone.

Mam

  • AVENTE NIPLETTE 

O Niplette é perfeito para corrigir mamilos invertidos que se desenvolveram como resultado de fatores hereditários. Em algumas semanas de uso contínuo, o mamilo ficará ereto. O ideal é usar o produto antes de ficar grávida. No entanto, você também pode usá-lo nos primeiros seis meses de gravidez para obter uma correção duradoura.

54

A TulipaBaby oferece itens para tornar este momento mais confortável e prazeroso para a mãe!

Entre em contato via sac@tulipababy.com.br

Whats