Horóscopo do bebê

Desde cedo é possível identificar traços individuais de caráter nos bebês. Você já se perguntou se algumas características são talvez típicas do signo zodiacal do seu bebê?

Resumimos as características típicas dos diferentes signos zodiacais. Vamos conferir? 

Aquário 

O que o mundo experimenta? Eu experimento também!  

Uma criança deste signo é desperta, curiosa e muito ativa mentalmente. Quando todas as crianças “arregalam os olhos”, os das crianças de Aquário são os mais arregalados.

Ela explora atentamente o mundo à procura de novas impressões. Tudo o que é novo e desconhecido é para os pequenos aquarianos extremamente emocionante e atrativo. Raramente ela tem medo, ela é curiosa demais para isso.

Professor Pardal audacioso

As ideias são o mundo das crianças aquarianas. Uma criança desse signo traz em si desde cedo um pequeno inventor. Ela tem um grande talento para imaginar jogos por si mesma e é extremamente criativa. A criança de Aquário tem já desde muito cedo ideias e lampejos geniais muito originais que podem parecer às vezes um pouco loucos. Para estimular esse talento, ela precisa de uma área recreativa que ofereça muitas possibilidades. Deixe a sua criança tornar-se ativa por si mesma: Tijolinhos são para isso o brinquedo ideal.

Eu faço o meu mundo como eu gosto

A criança de Aquário não dá muita importância às normas. Com crianças de espírito criativo livre, as frases do tipo “É assim que se faz”, “Isso não se faz” ou “Sempre foi assim” não têm normalmente o efeito que os pais esperam. Cansativo? O seu filho pensa por si mesmo, alegre-se com isso!

Ele é desde cedo um melhorador do mundo. Para que ele se arrisque a realizar as suas ideias, ele precisa de pais que o estimulem.

“Facilitar” não vale

As crianças desse signo não gostam de facilitar as coisas: “Isso eu não posso” significa geralmente mais “Faça você em vez de mim”. Quando se trata de assumir responsabilidade, uma criança desse signo precisa geralmente de um pouco de apoio. Ensine ao seu filho a assumir responsabilidades dentro das suas possibilidades, deixe porém que ele mesmo decida qual. Se se trata de carregar a boneca por si mesmo, de regar as flores ou de alimentar os porquinhos-da-índia, certifique-se de que o que foi começado seja concluído, isso lhe dá autoconfiança.

Peixes 

O pequeno Eu sou Eu 

A criança de Peixes é um ser sensível que absorve como uma esponja todas as vibrações do seu ambiente. Desde pequena ela tem um sexto sentido e sente exatamente como estão as pessoas no seu ambiente. As crianças desse signo são muito intuitivas e sensíveis. Às vezes elas não sabem exatamente se elas mesmas sentem algo ou na verdade somente sentem como os outros estão. Os pequenos Peixes precisam de um ambiente em que os sentimentos sejam permitidos e importantes. Demonstre ao seu filho que se ri quando se está feliz e que chorar não é motivo de vergonha.

As crianças de Peixes precisam especialmente de muito amor, proteção e calor humano. Em uma atmosfera agradável elas desabrocham e desenvolvem os seus talentos. O seu ambiente lhes dá segurança e garante que elas, apesar de todos os sonhos, permaneçam com os pés no chão.

Arquitetos de castelos no ar

Pequenos Peixes têm já desde o início uma segunda residência: o castelo no ar na rua dos sonhos, logo à esquerda da nuvem 7. Lá a criança de Peixes encontra amigos e vive aventuras e grandes momentos. Ela precisa de tempo para as suas fantasias e às vezes não está simplesmente neste mundo. Não se surpreenda se o seu filho traz para casa um amigo que na melhor das hipóteses você não pode nem ver – isso faz parte.

Artista

Um mundo de fantasias tão rico como o dos Peixes é uma fonte de inspiração para todas as artes. A criança de Peixes é muito criativa e deve desde o início ser estimulada. Deixe que ela pinte, toque instrumentos e dance, ela tem grande talento para isso; também para o seu bem-estar, as possibilidades criativas de expressãotêm já muito cedo uma grande importância.

Nadando contra a corrente

Os pequenos Peixes podem adaptar-se bem e nadar contra a corrente. Não é que eles gostem, mas porque é tão simples e se pode evitar um confronto. As crianças desse signo precisam de encorajamento para expressar as suas próprias necessidades e também para exigir algo de vez em quando. Ajude o seu filho a formular os seus desejos e também a pensar em si mesmo.

Áries 

Sempre em ação 

A criança de Áries é entusiasmada por tudo o que é novo e está sempre ocupada em reunir impressões. Boneca nova, carro novo, brinquedo novo: ela vai logo atrás e persiste até ser distraída por algo ainda mais novo.

A sua atenção raramente dura o suficiente para terminar um quebra-cabeça ou ler um livro pacientemente até o fim: para os pequenos arianos há simplesmente muitas coisas interessantes neste mundo. 

Tenha cuidado para não sobrecarregar o seu filho com impressões e brinquedos demais, mas apoie-o também para ser persistente e ocupar-se mais tempo com algo. Então ele vai aprender que é uma grande alegria terminar o que foi começado

Menos às vezes é mais 

Recomenda-se aos pais de tais crianças que “recolham” uma parte dos brinquedos existentes. Após algum tempo, os brinquedos são liberados novamente e a outra parte é recolhida. Assim, você evita excesso de estímulos, permitindo ainda que o seu filho possa brincar sempre com algo novo.

Heróis com espírito de aventura 

Um safari no jardim? Um cruzeiro no colchão de ar? Isso é exatamente o que seu filho precisa. Pequenos arianos são aventureiros e estão prontos para qualquer expedição: corajosos, curiosos e incansáveis. Se eles podem ainda representar heróis, eles se sentem realizados. Transforme a varanda numa selva perigosa e a banheira num navio pirata, o seu filho torna-se um capitão genial e agradece por isso. As crianças de Áries são espontâneas e muito criativas, quando se trata da seleção das brincadeiras. Leonardo da Vinci e Vincent van Gogh eram de Áries e, além da arte, pioneiros em muitas outras áreas. Esteja preparado para surpresas, nunca se sabe o que o seu filho vai inventar. 

Feixe de energia 

Pequenos arianos têm muita energia que muitas vezes esgota bastante os pais. Movimento é para eles especialmente importante e contribui muito para o seu bem-estar e o seu equilíbrio. Por isso, quando o tempo permite, a melhor forma de organizar aventuras heróicas é ao ar livre. 

Pavio curto com compaixão 

As crianças de Áries são seres muito amáveis, mas que às vezes também podem explodir. Essas emoções devem ser permitidas de vez em quando! Mostre ao seu filho como ele pode lidar da melhor forma com a sua raiva. O importante é explicar a ele que ela pode ferir os demais. Uma criança desse signo entende isso já muito cedo e vai modificar o seu comportamento rapidamente.

Touro 

Ao encontro da natureza 

A criança de Touro ama a natureza e quer explorar o mundo com todos os sentidos: Qual é a sensação da areia e da terra? Qual é o cheiro da flor vermelha? Qual o gosto da grama verde? Os pais que tenham cuidado – pequenos Touros experimentam muito. Apesar disso, você deve permitir essas experiências ao seu filho – é a sua forma de  ele entender o mundo. 

Férias na fazenda é o ideal para isso: Rolando na grama, escondendo-se no estábulo ou passeando pela floresta há muito o que ver, ouvir, cheirar e degustar. 

Em busca de aconchego 

O contato corporal é muito importante para a criança de Touro. Carícias e afagos são um ponto importante da programação diária. Massagens com creme e banhos perfumados são um prazer para o seu filho. 

Touro ou gato guloso?

As crianças desse signo podem já desde cedo apreciar uma boa comida e são nesse aspecto pessoas “gourmets”. Se elas pudessem escolher, deixariam porém os pratos principais de lado: os doces são claramente preferidos! 

Segurança em primeiro lugar

A criança de Touro precisa de muita segurança. Pessoas confiáveis são tão importantes quanto um procedimento diário regular. Coisas novas são encaradas com grande cuidado e insegurança. Se as novidades são rápidas demais para a criança de Touro, ela poderá reagir com um “não” desafiador. Os pais devem preparar os seus filhos com antecedência para a visita de pessoas desconhecidas. Uma colcha aconchegante ou melodias conhecidas dão segurança. As crianças de Touro são geralmente muito musicais. 

Quando têm algo planejado concretamente, os pequenos taurinos tornam-se verdadeiramente teimosos e vão até mesmo de cabeça contra a parede. O importante é dar à criança de Touro a sua área, onde também se encontram todos os seus jogos especiais e onde ela pode se ocupar com calma com todos eles.

Gêmeos 

Curiosidade em pessoa

A criança de Gêmeos é fundamentalmente curiosa. Em pouquíssimo tempo, o primeiro carrinho de bebê com banheirinha já não é adequado, porque na posição deitada ela não pode ver o suficiente. 

Já nos primeiros meses do bebê, os pais devem tornar o ambiente seguro – mais cedo do que se pensa, os pequenos geminianos estarão circulando simplesmente em frente, em cima e em baixo por toda a parte

De modo ideal, a vida de geminianos deve incluir sempre algo interessante. Eles são do tipo de crianças que surpreendem a todos por dormirem melhor com muito barulho. Eles sugam as impressões do ambiente e não querem deixar escapar nada. Os pequenos geminianos começam geralmente muito cedo a falar – é claro, porque só assim eles podem fazer perguntas curiosas

Infelizmente, as crianças desse signo são muito impacientes, principalmente porque elas correm de um acontecimento para o outro. Elas param sempre onde é mais interessante, esse local muda porém muito rápido. 

Perguntas, perguntas e mais perguntas 

As crianças de Gêmeos são especialmente curiosas e querem entender tudo. Na idade das perguntas, isso pode colocar os pais em uma situação difícil. Quando elas querem saber de repente porque chove, como funciona um motor diesel ou o que é um escanteio, os pais geralmente ficam sem respostas. Por isso, vários livros sobre os mais diferentes temas devem estar à disposição. Calcule que eles deverão ser vistos e lidos centenas de vezes.

Jogos e esportes

Os pequenos geminianos são muito abertos e extrovertidos e têm por isso também muitos amigos. Você deve planejar logo um quarto de criança amplo e muitas festinhas infantis. Eles ficarão entusiasmados também com a participação num grupo infantil ou num curso de ginástica para crianças pequenas. 

Como as crianças de Gêmeos são mentalmente muito ativas e criativas, os brinquedos que se podem modificar são especialmente indicados. Duplo® e brinquedos de madeira para empilhar ou enfiar oferecem sempre possibilidades para novas formas de jogos e ideias próprias. 

Coração e razão

As crianças nascidas sob o signo de Gêmeos são geralmente muito inteligentes. Para estabelecer uma interação entre razão e emoção, os pais de pequenos geminianos devem dar atenção aos sentimentos e vivenciar a humanidade. As crianças desse signo aceitam melhor as próprias fraquezas e traços de caráter se elas virem em outras pessoas que isso está em ordem e simplesmente faz parte delas.

Câncer 

Urso de pelúcia fofinho  

As crianças de Câncer são extremamente emocionais, afetuosas e sensíveis. Elas precisam de muito amor e carinho. Na programação diária devem ser incluídas desde o início horas de aconchego suficientes. Proteção e um “ninho quentinho” para se recolherem são para os pequenos cancerianos mais importantes do que qualquer outra coisa. Com horários fixos para comer e dormir já é possível contribuir para mais segurança, porque eles sabem que podem ter confiança. 

As crianças desse signo têm uma antena para tensões e emoções no seu ambiente e esquecem-se frequentemente de como eles se sentem no momento. Os pais podem agir contra isso contando com frequência ao seu filho como eles se sentem. Com isso, a criança de Câncer pode atribuir de onde vêm os sentimentos e aprender a se limitar. Um conselho familiar em caso de acontecimentos especiais e a análise de ressentimentos e decepções podem ajudar nesses casos. 

Imagem refletida 

Quanto mais equilibrado for o ambiente da criança de Câncer, melhor ela se sente. Ela reflete a atmosfera dos demais melhor do que todas as outras crianças. Num ambiente conhecido “seguro” os pequenos cancerianos desabrocham. Eles tornam-se então engraçados, infantis e alegres. Quase nenhum outro signo zodiacal tem tanta fantasia e é tão criativo quanto o de Câncer.

Melhorador do mundo desde o início 

As crianças de Câncer pertencem ao mais social dos signos zodiacais. Elas têm compreensão para com todos os demais e são frequentemente aquelas que no jardim de infância não revidam porque “isso causa dor ao agressor”. Os pequenos cancerianos gostariam que o mundo inteiro se entendesse e que todas as pessoas tivessem tanta consideração como eles próprios. 

Se a criança de Câncer se decepciona ou fica insegura, ela volta imediatamente ao seu “casulo”. Só com muita compreensão e compaixão é que ela se abre novamente. 

Jogo da vida 

Para as crianças de Câncer todos os jogos sociais de representação de papéis são ideais. Elas são os membros da família mais atenciosos nos jogos de pais e filhos. Com elas bonecas e bichinhos de pano estão não podem estar melhor – nenhuma outra criança cuida deles com tanto amor. 

Como os pequenos cancerianos são também muito prestativos, os pais podem já muito cedo pedir “ajuda nos trabalhos domésticos”. Ajuda para arrumar o quarto das crianças ou encher a lavadora reforçam a autoconfiança da criança de Câncer. Principalmente, se ela recebe por isso reconhecimento e gratidão por parte dos pais.

Leão 

Uma criança com qualidades de estrela

Quando a criança de Leão vem ao mundo, é alto verão e o sol brilha mais radiante. Se existe uma criança que nasceu para o palco, então é essa! Ela adora aplausos e holofotes. Uma criança desse signo está felicíssima quando está no centro das atenções e ela tem também grande talento para isso. No início basta a sua aparência amável e o seu charme infantil – ela usa já desde cedo conscientemente o sorriso e o piscar de olhos. Mais tarde, são as capacidades criativas que lhe garantem uma multidão de admiradores. Como pintura, música, dança ou teatro – essa criança sabe como impressionar os demais.

Você não está só   

Com ambição, talento e brilho o seu filho tem todos os ingredientes para uma história de sucesso. Uma criança tão dotada corre o risco às vezes de concentrar-se demais em si mesma esquecendo-se de que outras pessoas também são importantes. Para que isso não aconteça, ela precisa de pais que a tragam suavemente à realidade. Se você confirma os talentos do seu filho, ensine-lhe também a apreciar as capacidades e serviços dos demais.

Coração para os demais  

O sucesso pode impedir de ver que para os outros nem tudo é tão simples. Pais amorosos usam a capacidade de compaixão do seu filho, incentivando-o a expressar os seus sentimentos. Ele também tem talento para isso, basta apenas um empurrãozinho. A criança de Leão é muito cordial e generosa, ela pode inundar os demais com a sua atenção. 

Com ambição rumo ao sucesso 

Uma criança desse signo quer tomar desde cedo as suas próprias decisões e assumi-las. Quando se entusiasma por algo, ela desenvolve uma grande ambição! Não se preocupe: esse entusiasmo é mais do que um simples fogo de palha. O que a criança de Leão começa, ela leva a cabo com sucesso. O investimento em caixas de tintas, sapatilhas de balé ou piano é em todo caso recompensado. Quando a obra está concluída, o seu filho precisa de um grande público e muita aprovação.

Virgem 

A ordem faz o mestre 

Um criança nascida sob o signo de Virgem precisa de ordem. Com um ritmo estável ela sente-se bem e protegida. Quando se trata de arrumar o seu quarto, ela não é mais aplicada do que as outras crianças, mas muito grata quando a mamãe ou o papai assumem essa tarefa. 

Ela gosta de viver em um ambiente bem cuidado e adora quando tudo no seu quarto tem o seu lugar – livros de fotos ordenados por tamanho, carros arrumados por cor e bonecas impecavelmente limpas lado a lado. 

Não só limpo, mas também puro 

Limpeza para uma criança desse signo é especialmente importante. Mesmo quando ela se suja enquanto brinca, o banho depois é uma alegria. Mãos grudentas de chocolate? Não por muito tempo! A criança de Virgem gosta de tudo limpo. Pintar com os dedos? Tudo bem, mas deixe já preparada a água para lavar as mãos. 

Experimentando se aprende 

Se o seu filho vai ser um pequeno Einstein? Não sabemos ao certo, mas as estrelas estão a favor! Como criança de Virgem ela tem um senso de lógica muito acentuado que deve ser incentivado. Já muito cedo, ela quer entender os contextos e alegra-se com qualquer estímulo para isso. Ela aprende melhor tocando as coisas e ocupando-se com elas. Na sua cabeça, tudo gira em torno das perguntas “Para que serve isso” e “O que se faz com isso?”. Deixe o seu filho experimentar muitas coisas e não lhe dê as soluções logo – o seu filho é inteligente e vai descobri-las sozinho! 

Coragem para novidades 

Os pais têm sorte: o seu filho para a idade dele é muito sensato e respeita geralmente os limites que o seu ambiente lhe impõe. Quando se trata de algo novo ou desconhecido, é necessário às vezes ajudar um pouquinho. As crianças desse signo são geralmente tímidas e cautelosas perante pessoas, situações e coisas que elas não conhecem. Cuidado é bom, mas na medida certa. A tarefa mais importante dos pais é dar coragem ao seu filho e ajudá-lo a ter mais confiança. Só assim ele poderá ser autoconfiante e desenvolver os seus vários talentos.

Libra 

Consideração pelos demais

As crianças de Libra são diplomatas natos. Elas sabem desde muito cedo que com consideração e compreensão com os demais é possível ir mais longe. As crianças de Libra nunca vão de cabeça contra a parede, mesmo que elas no íntimo às vezes gostariam. 

As crianças desse signo são muito adaptáveis e reprimem voluntariamente os seus próprios desejos. Os pais devem, portanto, cuidar para que os seus filhos, apesar disso, aprendam a definir, exigir e também impor as suas necessidades. As crianças de Libra devem ser encorajadas a expressar a própria opinião e defendê-la perante os demais. É uma capacidade que se deve dominar o mais tardar na vida adulta para não ficar para trás. 

Diplomacia no quarto infantil 

Os librianos são pessoas que precisam de harmonia. Elas desejam uma vida conjunta pacífica com os demais e estão dispostos a quase tudo para isso. No jardim de infância elas são geralmente os mediadores e empenham-se em criar um certo espírito de equipe e compreensão mútua dentro do grupo. 

As crianças de Libra são gratas a todos que se ocupam com elas. Elas descobrem melhor o mundo quando alguém conversa com elas e lhes conta maravilhosas histórias. “Que a Dona Ola faz a neve cair do céu” é evidente para os pequenos librianos e eles aceitam imediatamente a explicação para uma das suas muitas perguntas. Os pais devem ter uma reserva com diversas histórias diferentes para contar. 

Libra = equilíbrio? 

Quando a criança desse signo deve tomar uma decisão, os pratos da balança perdem rapidamente o equilíbrio. O que será melhor agora: brincar com a boneca ou abraçar o ursinho de pelúcia? Ela pondera todas as alternativas muito cuidadosamente para não cometer nenhum erro. Até que a criança de Libra faça uma escolha pode passar muito tempo. 

Pais amorosos devem encorajar a criança a pensar também em si mesma e ensinar-lhe como se lida com as diferenças de opinião. Uma discussão também pode levar a uma decisão e é às vezes até uma catarse. Uma cultura disciplinada de discussão é importante para a criança de Libra, mesmo se ela tem o costume de evitar confrontos.

Escorpião 

Sem segredos

A criança de Escorpião é um ser muito amável e dedicado. Ela segue o seu próprio caminho sem medo de desafios. Segredos não duram muito para as crianças de Escorpião. Elas descobrem qual monstro devora as fitas de vídeo e o que acontece com o brinquedo quando se dá a descarga do toalete, mais rápido do que os pais podem reagir. Desde o início, não existem temas tabu para as crianças desse signo. Elas querem examinar tudo, entender tudo e saber tudo. 

As crianças de Escorpião entediam-se rapidamente. Novos esconderijos e brincadeiras precisam então ser encontrados rapidamente. Quando os pais procuram os seus filhos de Escorpião, o melhor é verificar na crista de árvore mais alta ou no último ângulo da casa. Apesar de essas crianças terem uma força e uma paixão terrível por coisas que lhe interessam, elas se decepcionam rapidamente. 

Proibições e os seus efeitos 

Quase nenhum outro signo possui uma tal individualidade como o Escorpião. Ele é porém muito vulnerável e sente as próprias fraquezas com muita força. Por receio de mágoas, as crianças de Escorpião retraem-se muito rapidamente e observam o seu ambiente a partir do segundo plano. 

Proibições são um desafio para os pequenos escorpianos e tornam uma coisa realmente interessante. Eles só aceitam regras fixas se o motivo é explicado claramente e também faz sentido para a criança de Escorpião. 

Perfeccionista sensível 

De preferência, a criança de Escorpião quer ser perfeita. Por isso, os pais devem mostrar-lhe claramente que as fraquezas fazem parte da vida e que ninguém precisa ser perfeito para ser amado. 

Para a criança desse signo é importante também que todo o fim traga em si um novo começo. Elas têm que aprender a conclui e a liberar-se de coisas para estarem livres para novidades. E disso o mundo tem ainda muito a oferecer às crianças de Escorpião.

Sagitário 

Tomando as rédeas 

As crianças de Sagitário desejam ter na sua vida a visão completa. Nada escapa aos seus olhos observadores e os segredos não duram muito para elas. Os pais dos pequenos sagitarianos fazem bem em falarem sinceramente já desde cedo com elas também sobre problemas aparentemente de “adultos”. O fato de manter segredos só faz com que as crianças de Sagitário escarafunchem ainda mais e se sintam talvez inseguras. 

Especialmente importante para as crianças desse signo é ter movimento suficiente. Jogos com bola, andar de bicicleta ou ginástica: para os sagitarianos quase todos os tipos de esporte são adequados. O importante é que o movimento “faça sentido”. Correr de A para B não é suficiente para os pequenos sagitarianos. Por isso, na chegadapelo menos um parque de aventuras genial ou um piquenique com a família deve estar à espera. 

João-bobo 

Os pequenos sagitarianos lembram frequentemente os bonecos tipo joão-bobo. Eles encaram os golpes como chance e tentam simplesmente mais uma vez e mais uma vez e mais uma vez. Por isso, eles podem parecer frequentemente ambiciosos. Na verdade, a sua veemência encontra-se somente no seu impulso de independência

O seu entusiasmo intrínseco faz com que as crianças de Sagitário frequentemente se superestimem. Em seguida eles procuram ainda mais testar os seus limites – sem considerar perdas! Os pais devem tentar guiar o seu pequeno sagitariano de modo amoroso e divertido até os limites pessoais e explicar-lhe que não é necessário saber fazer tudo. 

Com medida e objetivo!

As crianças desse signo tendem um pouco à falta de medidas. Uma boa comida pode entusiasmá-las desce cedo. Quando os pais garantem, porém, que o grande impulso de movimento pode ser vivenciado, isto na verdade não é um problema. 

O quarto de criança do sagitariano deve ter, pelo menos, o tamanho de uma sala de baile para não se tornarem pequenos demais nos jogos de aventuras imaginativos. Como quartos com essas dimensões raramente estão disponíveis, os pequenos sagitarianos improvisam frequentemente e transformam simplesmente os espaços restantes. A banheira transforma-se rapidamente em navio pirata e a cozinha vira um supermercado. 

Óculos cor-de-rosa 

De modo geral os sagitarianos são crianças vivazes e alegres. Por isso, em toda a parte eles são populares e conhecidos como raio de sol. Eles têm talento para o teatro, o que lhes dá grande alegria, principalmente porque podem entreter e alegrar o seu público. 

As crianças de Sagitário desejam sempre mostrar-se somente pelo seu lado positivo e veem também na sua vida somente o lado positivo. Eles veem claramente através de óculos cor-de-rosa. Os pais devem fazer tudo para que essa característica positiva se mantenha o máximo possível.

Capricórnio 

Força de vontade e persistência

As crianças de Capricórnio sabem exatamente o que querem. É difícil que outro signo tenha uma tal força de vontade. Os pais, às vezes, ficam desesperados com a teimosia dos filhos, mas devem pensar também nas vantagens desse traço de caráter. Para os pequenos capricornianos não há praticamente nenhum objetivo que não se possa alcançar e quase nenhum obstáculo que não se possa superar. Assim já as criancinhas de Capricórnio têm paciência e diligência que servem de exemplo a muitos adultos. 

As crianças desse signo estabelecem infelizmente com frequência objetivos difíceis demais. Apesar disso, com muito esforço, elas acabam conseguindo o que querem. E o que seria do mundo sem sonhos impossíveis? 

A razão e o contrário 

As regras que os pais estabelecem devem ser explicadas sem falta à criança de Capricórnio. As crianças desse signo não aceitam simplesmente uma proibição expressa arbitrariamente. Tudo deve ser plausível e compreensível e fazer sentido para o Capricórnio. Assim, ele pode lidar muito bem também com as regras. 

Pequenos capricornianos são sensatos por natureza. Quando eles formam, porém, uma opinião fixa, eles mantêm-se firmes até o fim. Assim, é bom que o Capricórnio tenha chifres. Eles protegem contra ferimentos graves se ele quiser ir de qualquer maneira de “cabeça contra a parede”. 

Formigas trabalhadoras 

A formiga trabalhadora deve ter sido do signo de Capricórnio, porque nenhum outro signo zodiacal é tão diligente, paciente e trabalhador

No parquinho infantil, os pequenos capricornianos se reconhecem por serem sempre os últimos. Precisão e planejamento perfeito de todas as brincadeiras caracterizam as crianças desse signo. Geralmente, as outras crianças, porém, já acabaram de brincar quando o capricorniano termina de planejar e está finalmente pronto para entrar em ação. 

As crianças de Capricórnio são de modo geral muito responsáveis. Como elas se definem principalmente pelo desempenho, elas têm, porém, muito medo de “falhar”. Os pais de um pequeno capricorniano devem cuidar sem falta para que a autoconfiança do seu filho e a sua personalidade sejam estimuladas. Mostrem à criança que ela é amada como ela é e que os erros são permitidos e humanos.

Fonte do Site: https://www.mambaby.com/br/voce-e-o-bebe/horoscopo-da-mam-para-o-bebe/

Anúncios

Vida (mais ou menos) e ordem

Rotina para todos pode facilitar muito as primeiras semanas do bebê em casa

Até a chegada do bebê, administrar a vida doméstica não tinha muito segredo. Trabalhar, fazer compras, ir à academia, frequentar um curso de especialização e até dar uma escapadinha para namorar no cinema serão questões que os casais aprendem a conciliar. Mas, quando a família volta da maternidade tudo muda: é um tal de dar mamar, trocar fraldas, dar banho, brincar no sol, tomar banho… Ufa! Vários outros afazeres passam a fazer parte do dia da família assim que se entra pela porta com a criança nos braços. Será que é possível dar conta de tudo?

Claro que sim. E dá até para encontrar graça com as mudanças todas se a família organizar uma agenda com horário para todas as atividades da criança. A ideia não é impor, mas criar uma sequência natural de atividades cotidianas, que seja funcional e agradável a todos. Deve-se observar eventuais sinais de insatisfação, para antecipar ou pular atividades, se necessário. Manter uma rotina para o recém-nascido facilita a vida de todos. O bebê fica mais seguro e confortável e para a mãe facilita seu entendimento sobre o ritmo do filho e ajuda a reconhecer sinais de cansaço, fome e irritação. Abaixo sugerimos uma agenda para bebês que não tenham refluxo, não sejam prematuros e estejam em curvas de peso a estatura adequadas para a faixa etária. Lembrando que a rotina precisa acompanhar o ritmo da criança e da família.

  • 6:00h –  mamada e troca de fralda
  • 7:00h – sono/brincadeira
  • 8:00h – banho de sol
  • 9:00h –  mamada e troca de fraldas
  • 10:00h – sono/brincadeiras
  • 11:30h – banho (1 opção)
  • 12:00h – mamada e troca de fralda
  • 13:00h – sono/brincadeira
  • 15:00h – mamada e troca de fraldas
  • 16:00h – passeio
  • 18:00h – mamada e troca de fraldas
  • 19:00h – sono/brincadeira
  • 20:30h – banho (2 opção)
  • 21:00h – mamada e troca de fralda
  • 3:00h – mamada e troca de fralda

Alimentação

Nos primeiros meses, a amamentação costuma ocorrer a cada duas ou três horas, a contar do início da mamada. Conforme o bebê cresce, o espaço de tempo aumenta, chegando a quadro horas durante o dia e oito à noite. Para evitar que a criança engasgue, dar sempre preferência por trocá-la antes das mamadas, caso seja após, esperar aproximadamente 30 minutos. Para que o bebê tire o máximo proveito das mamadas, caso seja após, esperar aproximadamente 30 minutos. Para que o bebê tire o máximo proveito das mamadas, é bom que se dê preferência a ambientes calmos da casa e que elas sejam sempre nos mesmos lugares. Muitos pais tendem a reduzir o horário entre uma mamada e outra quando o bebê não fica calmo. Porém, antes de oferecer comida é preciso identificar o real motivo da inquietação. Ele pode estar com a fralda suja, sentir frio, calor, cansaço, estar super estimulado ou ter necessidade de sucção. Mas claro, pode acontecer dele realmente estar com fome ou ter se alimentado mal na última mamada. Para quem sente dificuldade em estabelecer uma rotina quando a criança está no peito, a boa notícia é que a alimentação solida torna mais fácil definir horários.

Banho de sol e passeio

Em, geral, os pediatras liberam as saídas a partir de um mês de vida, quando o sistema imunológico está relativamente fortalecido. Os banhos de sol devem ocorrer antes das 10 horas e depois das 16. Se forem em locais protegidos do vento e com temperatura agradável o bebê pode ficar só de fralda. Faça passeios quando o sol estiver maia ameno. Além de serem excelentes para o estado de espirito do bebê, as saídas ao ar livre contribuem para o desenvolvimento, já que expõem a vários sons, odores e visuais.

Sono

Nas primeiras semanas de vida, os bebês costumam dormir 16 horas por dia, distribuídas em oito turnos de duas horas, sem distinção entre dia e noite. Com o passar as semanas, o sono noturno começa a se prolongar. A rotina das sonecas diurnas deve ser estabelecida conforme o ritmo do bebê e da casa. Já à noite, ele deve ir pra o berço, no máximo 21 horas. Mesmo que não durma logo, é bom se acostumar ir cedo para a cama. O ritual que antecede o sono tem de ser repetido diariamente para que o pequeno perceba a aproximação da hora de dormir. Massagem, banho, troca de fralda, mamada à meia luz, canção de ninar, carinho, leitura de história e até mesmo o fechar das cortinas na presença do bebê: os pais escolhem o que mais lhes agrada, contato que seja relaxante e prepare a criança para dormir.

Brincadeiras

Ao longo do dia, o bebê pode ser submetido a diversos tipos de brincadeiras e estímulos para que se sinta bem e desenvolva ao máximo suas capacidades. Escolha os momentos que ele tem mais disposição, quando estiver bem acordada, alimentado e com a digestão feita. Nos primeiros dois meses, as atividades podem se limitar ao carinho ou ao berço, com estímulos auditivos e visuais, como músicas suaves e mobiles. Outra ótima brincadeira é a de se esconder. O bebê percebe, que mesmo, que a mãe ou o pai não esteja em seu campo de visão, continua existindo. Isso facilita o entendimento de separações breves e rotineiras. Par estimular a visão, a sugestão é o descolamento de objetos a cerca de 30 centímetros dos olhos do bebê e, para estimular a audição e a compreensão, é importante conversar e cantar para que as brincadeiras estejam relaxantes, com carinho, massagens e canções de ninar.

Banho

Não existe um horário correto. Vale testar alguns para ver de qual o bebê mais gosta e levar em conta a temperatura. A hora mais quente do dia ou um pouco antes de dormir são boas opções. Os banhos devem ser rápidos, em torno de cinco minutos, para não ressecar a pele do bebê, acontecer pelo menos uma hora depois da última refeição e o ideal é que o sabonete seja glicerinado, pois ele também ajuda a não ressecar a pele.

Fonte: Revista Babies – Por Mariana Woj – Consultora: Elisa Alves Ramos – Enfermeira SOS Bebês

Desafie-se a não limitar seu bebê

A sociedade, o mercado de trabalho, o ensino superior, o futuro… Cada vez mais se espera, até exige, pessoas criativas, profissionais pró-ativos, capazes de geri e solucionar problemas, que relacionem e se comuniquem muito bem. No entanto, a educação básica permanece em moldes tradicionais, estranhada em transmitir conhecimentos de maneira distante aos seus usos, ignorando as vivencias e interesses dos alunos, podando sua criatividade, sua iniciativa, visando controle e obediência, boa classificação em exames.

Algumas vezes, nós pais e mães, não nos damos conta do quanto até em nossas casas limitamos nossas crianças. O senso comum, a educação que recebemos e os palpites e olhares que nos assombram nos fazem crer que manter uma criança quieta é mais importante que ouvi-la; que crianças precisam esperar, pedir, não mexer, obedecer e obedecer mesmo que nem estendam o porquê, ou se quer tenham inteligência emocional, capacidade cognitiva para o autocontrole. Então, nos frustramos! Nossos filhos parecem terríveis, e os textos na internet dizem que é uma fase, agarramo-nos a esta esperança, mas os aniversariantes passam e a criança continua desafiadora. Epa!

Não vou adiante, vamos parar agora mesmo e observar por outro ângulo? O bebê chegou e tem o mundo a descobrir, ele precisa de colo, de referência, de segurança, mas precisa de espaço, de horizontes para observar, objetos de materiais diferentes, com texturas, temperaturas, densidades e volumes diversos. Não precisa de excesso de estímulos, ou corresponder a metas rígidas – nem de peso, altura, desenvolvimento, interação, precisa ter seu ritmo respeitado, sua personalidade acolhida e seus interesses ampliados.

Na fase seguinte, engatinhando a princípio, depois andando e por fim falando, a iniciativa da criança, inicialmente até valorizada, começa a ser motivo de preocupação. Mexer em tudo, ir e voltar, abrir, fechar, questionar são importantíssimos para explorar e descobrir o mundo! A criança de 1 ano, de 18 meses ou de 2 anos não é terrível, não é agitada demais, ela é curiosa. A criança não está testando você, ela está se desafiando, descobrindo seu espaço, conhecendo os limites de sua liberdade.

É preciso dar liberdade! A criança necessita de espaço mesmo. Então, vamos regar sua iniciativa, possibilitar sua autonomia, institui-la com respeito, de forma positiva, construtiva, ser presença que não limita, mas acolhe, apoia, admira. Intenso viver assim? Muito! Cansativo mesmo, no entanto é o caminho para o mundo que queremos, para o futuro brilhante que suas famílias desejam aos seus pequenos.

Nesta altura você deve estar se perguntando, mas e a escola? De maneira geral, ainda tem muito a mudar, como sociedade começa com a gente, fomentando conhecimento, exigindo novos parâmetros, apresentando outros critérios para avaliar a qualidade das instituições (para além de brinquedos de marca, portões coloridos e portfólios que não correspondem às habilidades artísticas de uma criança) e escolha a qual confiar seu(sua) filho(a).

Fonte: Revista Babies 

Diga Xisss!

Siga nossas ideias e registre fotos lindas e espontâneas do filhote.

Não faça da hora da foto, uma cerimônia

Tirar uma foto não precisa ser um momento estressante. Deixe a criança livre para se expressar, brincar. Neste ínterim, aponte o celular já pensando no quadro e sutilmente chame a criança para a foto: “você está brincando tão bonito, você deixa a mamãe fazer uma foto disso?”; Click!

Dar escolhas para eles ou sugerir brincadeiras

Sugerir algo que faça da criança, a autora da ideia: “Você tem alguma ideia de como podemos fazer uma foto engraçada?”

Tornar o momento da foto num jogo, brincadeira ou descontração

“Vamos brincar de “bravo ou feliz”: quando eu disse “bravo”” você faz cara de bravo, se eu disser “feliz” você fá um sorrisão. Valendo!

Fotos em viagens

Se a família está de férias e com cenários bacanas para se registrar e o pequeno não colabora para a foto. “Que tal você escolher o lugar mais legal deste parque?” Pergunte a ele por que escolher o local e vai fotografando enquanto ele fala.

Quando já existir descontração, pergunte se ele faria uma foto na frente do local que ele escolheu. As crianças adoram fazer parte da decisão.

Está num local legal para registrar o momento? Mostre à criança do porquê o local ou monumento é bacana, diga que você vai registrar como é lindo o lugar e convide-o a fazer parte da foto.

Ele(a) não sorri de jeito nenhum!

Ora, apesar de as alegrias serem sempre o nosso desejo, a vida não é só feita de sorrisos, né? Se o(a) pequeno(a) não quer fotografar, faz biquinho ou careta, fotografe ainda sim!

Num outro momento você pode mostrar para ele(a) depois “Olha só como você ficou nesta foto, você estava bravo? Eu acho que você fica mais bonito quando sorri, sabia?”, isto pode fazê-los repensar em sorrir numa próxima vez que for fotografado. Além disso, fotos com caretas, caras e bocas, trarão risadas no futuro quando forem remexer os registros antigos da família.”

Fonte: Revista Babies – Rafaela Schmitz – Fotografia 

Imagens: Pixabay

5 brincadeiras para animar a festa

Quem já preparou festas de aniversário em casa sabe o trabalhão que dá. Além de se preocupar com as quantidades, decoração e bolo é preciso encontrar soluções pra entreter as crianças durante o evento. É que não dá para deixar os pequenos ao redor da conversa dos adultos e também não é legal que eles fiquem correndo para lá e para cá. Por isso, fomos atrás de ideias divertidas para manter a garotada ocupada, preferencialmente com “atividades do tempo dos pais”, que ainda hoje fazem sucesso.

  1. Dança da cadeira

A brincadeira é clássica e até os adultos amam. Geralmente crianças a partir de 3 anos já conseguem entender e fazer parte da diversão. Conte quantas crianças participarão e coloque, lado a lado, um número a menos de cadeiras. Por exemplo, se participarem 6 pessoas, coloque apenas 5 cadeiras para a brincadeira. Então, ligue uma música enquanto as crianças dão voltas ao redor dos assentos. Quando a música parar, todos devem se sentar. Quem ficar sem cadeira sai do jogo. Na vez seguinte, elimine uma cadeira até restem apenas dois concorrentes. Ganha quem sentar primeiro na última rodada.

  1. Balão de Doces

Outro sucesso nas festas é uma enorme bexiga recheada de doces. O balão precisa ser pendurado no local mais alto da casa e estar cheio de guloseimas (pirulitos, balas… tudo o que a molecada adora”). Ao final da festa, faça com que as crianças fiquem ao redor dele, à espera de que seja estourado. Aí é deixa-las curtir o momento para conseguir o maior número de itens que “caem do céu”. Se você não gosta da ideia de doces, pode substitui-los por brinquedinhos diversos, como apitos, língua de sogra, bolinhas etc.

  1. Guerra de bexigas

Se a festinha de aniversário é no verão e há bastante espaço ao ar livre, essa brincadeira se encaixa muito bem! Compre bexigas e enche-as com água. Coloque tudo em um balde e deixe a meninada jogar as “bombinhas” umas nas outras. Nesse caso, é bom avisar no convite para as crianças trazerem uma troca de roupa extra, ok?

  1. Vivo ou morto

Essa sugestão não ocupa muito espaço na casa durante a festa. Uma das crianças (ou um adulto) deverá ser líder da brincadeira e se posicionará à frente do grupo. Dizendo as palavras “morto” ou “vivo”. Ao comando “morto”, os participantes têm que se agachar. Ao ouvirem “vivo”, precisam ficar em pé. Quem errar está fora do jogo, até que chegue a um vencedor.

  1. Caça a objetos

Essa brincadeira faz com que todo mundo se divirta. A ideia é solicitar um objeto e a garotada tem de procura-lo entre os convidados. Você pode dividir a turminha em times para ver qual é o mais rápido em conseguir os itens.

Fonte: Revista Babies – Por Mariana Woj

Como e por que incentivar os filhos a ajudar nas tarefas domésticas

Saiba que você pode ganhar um animado e excelente ajudante! 

Fonte da Imagem: www.lolamagazin.com.br

Já pensou em ter uma mãozinha a mais nas tarefas domésticas do dia a dia? Já imaginou a criançada lavando a louça, arrumando a cama ou tirando o pós dos móveis? Criança pode ajudar na casa, sim! A infância é a fase na qual mais aprendemos, além de ser onde mais desenvolvemos noções de responsabilidade. Portanto, esse é o melhor momento para que os pais façam a criança entender que precisa colaborar com as tarefas domésticas, como arrumar a cama e regar as plantas. É fundamental compreender a importância para o crescimento do seu filho ao ajudar nos afazeres de casa. Atribuir tais atividades a sua rotina mostra que ela é capaz de fazer sozinho as mesmas coisas que os pais fazem, despertando sua autoconfiança e sendo de colaboração.

Mas, claro, tudo tem seu tempo certo. Por isso, se você quer ter a companhia do seu filho para algumas tarefas, saiba que é preciso respeitar o desenvolvimento dele e também ter muita paciência com as crianças nesse momento, afinal, elas estão aprendendo a lidar com esse tipo de tarefa. Ajuda-as, ensine e sempre elogie, para incentivar que continuem. Além disso, é importante que esse momento seja gostoso para a criança (e para você, que acabou de ganhar um parceiro para ajudá-la um pouquinho). Confira a lista que preparamos sobre a melhor época para seu filho começar a desempenhar cada atividade. Inspire-se!

Os mais novos adoram “ajuda”, embora muitas vezes “atrapalham” mais do que outro coisa. Mas, como o que conta é a intenção e mantê-los envolvidos nos afazeres de casa para que aprendam desde cedo, saiba que ajuda-los, passo a passo, a completar grande parte das atividades. Mesmo assim, viva a diversão… e a paciência!

– Guardar os brinquedos e livros;

– Guardar sapatos;

– Colocar a roupa suja no cesto;

– Pegar frutas e legumes da fruteira;

– Tirar a própria roupa;

–  Jogar a fralda no lixo;As crianças desta idade querem estar constantemente aprendendo e experimentando novas tarefas domésticas, em grande parte porque algumas destas atividades já podem ser feitas sem supervisão já podem ser feitas sem supervisão adulta embora seja uma boa ideia sempre observar de vez em quando.

 Arrumar a cama;

– Guardar roupa;

– Guardar a louça;

– Ajudar a pôr a mesa;

– Tirar pó;

– Regar plantas;

– Separar o lixo;Quando chegarem a esta idade as crianças tanto podem manter o entusiasmo em relação às tarefas domésticas, como já terem percebido que talvez não sejam tão divertidas como pareciam. Esta é também uma fase em que os pequenos valorizam a sua independência de lhes conferir atividades domésticas que possam iniciar e terminar sozinhos; e porque não atribuir uma semanada ou mesada para “compensar” o fato de assegurarem as suas responsabilidades. Desde modo, aproveita para ensinar-lhes o valor do dinheiro e da poupança.

– Por e tirar a mesa;

– Tirar o lixo da casa;

– Varrer;

– Passar aspirador;

– Guardar comprar;

– Prender roupas no varal de chão;

– Ajudar a lavar o carro;A partir desta idade, as crianças são perfeitamente capazes de aumentar as suas responsabilidades e cumprir as suas obrigações, desde que o façam de forma contínua. Pode ser útil estabelecer uma rotina em que é sempre ela que lava a louça do almoço ou aspira o seu quarto. É fundamental que eles percebam quais as consequências de não executar as tarefas domésticas a si destinadas e, claro, quais as recompensas para um trabalho bem feito.

– Preparar lanches rápidos;

– Limpar móveis;

– Limpar espelhos;

– Trocar roupa de cama;

– Cuidar dos animais de estimação;

– Ajudar no preparo do jantar;

– Lavar e secar a louça;

– Fazer lista de mercado;

Fonte: Revista Babies – Por Marina Woj

Dieta da Placenta

dieta da placenta

A prática é adotada por algumas mulheres que acabaram de ter filhos gera polemica e ao mesmo tempo interesse. Saiba mais sobre a Placentofagia!

O tema ganhou destaque mundial quando a socialite americana Kim Kardashian anunciou que comeria a própria placenta depois de ter o seu segundo filho. Após isso, outras atrizes como Holly Madison, January Jones, Mayim Bialik e a apresentadora Bela Gil fizeram o mesmo. Essas mulheres aderiam, na verdade, à placentofagia, termo dado à pratica de ingerir a placenta, que tem se tornando cada vez mais comum.

A placenta é um agrupamento de casos sanguíneos que une o feto à parede do útero materno, permitindo a passagem de materiais nutritivo e oxigênio para o sangue do feto e a eliminação de resíduos de seu metabolismo. Além disso, ela também desempenha um papel importante na produção de hormônios como progesterona, gonadotrofina coriônica (hCG), hormônio lactogênio placentário e estrogênio.

O habito teria com base a crença de que a placenta concentre, mesmo após o parto, uma grande quantidade de nutrientes e hormônios benéficos para a saúde da mãe. Entre os benefícios estariam: aumento da energia e disposição após o parto, melhora na produção de leite e na aparência da pele, unha e cabelo, e ainda contribuiria para a prevenção da depressão pós parto.

Consumo

O consumo da placenta pode ser feito de diversas formas como em cápsulas, vitaminas, crua, cozida. Porém, empresas especializadas também oferecem em forma de essência, tinturas, cremes e pomadas. As mães  interessadas em fazer esses produtos podem entrar em contato com uma empresa para que suas placentas possam ser manipuladas para poderem ser consumidas ou usadas.

Fonte da Imagem: http://www.birthability.co.uk

Como surgiu

O médico britânico Simeons fez uma pesquisa durante 40 anos descobrindo que o hormônio HCG ajuda na perda de peso com saúde. Porém, recentemente, pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, revisaram 10 estudos publicados entre 1950 e 2014 sobre placentofagia e nenhum deles apresentou evidencias cientificas consistentes sobre os benefícios da prática.

Fonte: Revista Babies – Por Marina Woj

10 mandamentos da maternidade

Enfim seu filhote chegou! Bem vinda ao clube! O início da jornada não será fácil, vocês estão se conhecendo. Apresentamos os 10 mandamentos das mães com a humilde e pretensão de, quem sabe, ajudar a encarar aqueles dias mais difíceis com bom humor.

1. Renunciaras a uma casa limpa;
2. Possivelmente, nunca mais terás uma conversa sem ser interrompida;
3. Aprenderás a fazer compras às pressas;
4. Não cobiçaras a vida social da próxima;
5. Agora deverás realmente honrar tua mãe e teu pai;
6. Não mais terás todas as respostas;
7. Não mais precisarás de um relógio com alarme;
8. Deverás fazer cinco tentativas frustradas até conseguir sair de casa;
9. Perguntaras a ti mesma o que fazias com teu tempo;
10. Saberás que tudo isso vale a pena!

Fonte: Revista Babies/Mariana Woj

A chegada do bebê ao mundo

Estar bem informada e conhecer o próprio corpo ajuda a diminuir o medo do parto

Como o próprio nome já diz, o parto é uma condição fisiológica e por mais que você tenha medo, seu corpo está naturalmente preparado para essa experiência. Se a gravidez transcorre normalmente quando a mulher começa a entrar em trabalho de parto, seu útero se contrai e a dilatação é boa, é claro que as chances de acontecer algo errado tanto para a mãe como para a criança é mínima. E, em muito pouco tempo, mãe e filho estão juntos.

Existe uma razão fundamental para que se busque durante toda a gestação essa forma de nascimento que seria o relacionamento entre mãe e filho desde o primeiro momento. No parto espontâneo, a mãe ajuda seu filho a nascer, o dois se esforçam juntos. É gratificante para os dois e principalmente para o bebê que, provavelmente, não guardará nenhuma imagem traumática ou sensações desagradáveis deste momento que possa ficar marcado no seu subconsciente. Por isso é indispensável durante a gestação ter uma assistência médica correta que possa corrigir desde o começo qualquer anomalia que surja na gravidez para evitar que o problema a conduza a um parto perigoso.

Mas a natureza nos prega algumas peças. Nem sempre aquela mãe que se preparou durante uma gestação para o parto normal consegue chegar a ele por motivos que fogem ao seu controle e do seu médico. Alguns problemas podem surgir na hora do nascimento e ai entram em cena as conquistas da medicina. Mas infelizmente, algumas mães consideram a cesárea por medo da dor ou em busca de um processo mais rápido e seguro. E com isso, já alguns anos o Brasil continua sendo o campeão mundial de cesáreas. De acordo com dados do Ministério da Saúde, 52% das futuras mamães optam pela cesariana no país, sendo que 82% são realizados na rede privada e 37% na rede pública – claro que alguns desses casos acontecem por ordem médica. Porém, para a surpresa de muitos, a cesárea não é, nunca foi nem nunca será uma opção mais segura do que o parto normal e quando não há indicação médica pode provocar riscos desnecessários tanto à saúde da mulher como do bebê.

O mais adequado é buscar todos os tipos de informações sobre as opções de parto. Converse com outras mães, com seu médico, pesquise sobre parto normal, cesárea e partos sem intervenções médicas para depois poder escolher o que é melhor para você e para o seu bebê. Enfim, abra a mente para todas as opções, conheça-as e respeite-as!

Fonte: Mariana Woj

Fotos: Banco de Imagem

TENDÊNCIAS DE DECORAÇÃO PARA 2018

Com o passar dos anos surgem muitas novidades para a decoração de interiores. São materiais inovadores, cores e estampas, tudo pensando em ambientes cada vez mais refinados e agradáveis.

A tendência do momento é proporcionar o máximo de conforto e bem-estar, e uma das fortes conexões para projetos são elementos da natureza. Os tons vermelhos mais terrosos, amarelo vibrante do ouro e o verde das folhas.

Aumentar o contato com o natural já vem sendo uma grande aposta de designers e arquitetos. A presença de plantas de todos os tipos e tamanhos estão com forte presença dentro dos ambientes. Lembramos que o Quarto do Bebê está dentro destas padronagens também, atualmente no quarto do bebê usam-se não apenas tons pasteis, rosinhas, azuis, bege… As tendências estão fortemente presentes neste espaço para esperar o baby com muito estilo. 

O papel de parede como tendência para 2018

O papel de parede é um grande aliado na mudança do visual de um ambiente, não é necessário muitos esforços para realizar uma grande transformação. Abaixo algumas dicas e ideias de estampas para 2018:

Elementos da natureza

Elementos da natureza, principalmente folhagens estão fortemente presentes nas decorações modernas. As representações vão dais delicados aos mais abstratos, mas sempre com belos tons de verde.

Detalhes florais

Também elementos naturais, as flores ganham destaque nos ambientes contemporâneos, aparecendo em salas de estar, jantar, quartos, escritórios, lavabos e até mesmo na cozinha.

Geométricos

Detalhes geométricos já fazem parte de decorações incríveis há algum tempo! Porém, a ideia de utilizar um papel de parede com estampas geométricas ganha cada vez mais espaço e, de forma excelente, deixa o ambiente moderno e descolado. São muitas opções de desenhos e cores que agradam dos mais discretos aos mais ousados.

Tons neutros

Estampas delicadas e com cores neutras também têm espaço garantido nas tendências para decoração de ambientes neste ano. Algumas vezes o foco de um espaço não precisa ser a parede, principalmente quando são utilizados móveis coloridos e chamativos. Mas, mesmo neutros, esses papéis de parede permitem combinações bastante interessantes e resultados muito bonitos, então vale a pena investir!

Escolhendo a estampa ideal

É preciso deixar claro que é possível transformar completamente um ambiente com a aplicação de um papel de parede. E esse poder transformador demanda um trabalho muito pequeno quando comparado aos outros tipos de reforma, por isso a escolha de papéis de parede é cada vez mais comum.

O essencial ao decidir qual papel de parede utilizar em um ambiente é conhecer o gosto pessoal de quem mora no local. Para o quarto do bebê, inicialmente se decide um estilo ou tema a seguir, depois disso é só imaginar e com muita criatividade transformar o espaço. 

Fonte do Site: http://blog.housed.com.br/conheca-as-tendencias-de-arquitetura-para-2018/