5 truques para estimular a coordenação motora do seu bebê

É mais fácil do que parece!

A interação com seu bebê é bem importante para o desenvolvimento completo dele. Separamos dicas para você que tem filhos de 6 a 12 meses de idade, esses truques ajudam a desenvolver as habilidades motoras da criança. Você vai ver como é fácil, são tarefas do dia a dia:

Brinque de pedalar

Deite seu bebê de costas, segure-o pelos tornozelos, dobre suavemente os joelhos sobre sua barriga e estique-os depois disso. Repita os movimentos, dessa vez cantando ou repetindo palavras, como “dentro” e “fora” ou “dobra” e “estica”.

Pratique agarrar

Com o seu bebê deitado de barriga para cima, balance um brinquedo acima dele para ver se ele pode agarrá-lo. Conforme ele corresponde os estímulos, mova o objeto para cima, para baixo, para os lados e em círculo. Não se esqueça de alterar os brinquedos – dessa maneira ele aprende a usar cada vez mais sua mão. Dar blocos para ele brincar também ajuda a desenvolver habilidades motoras finas, assim como a linguagem: enquanto ele aprende a montar, você conversa com ele.

Use e abuse de bolas

Sente seu bebê em uma bola de exercício e segure-o com firmeza pelos quadris. Incline a bola lentamente em diferentes direções para que ele possa aprender a trocar o peso de lado, o que irá fortalecer seus músculos do abdômen e melhorar seu equilíbrio. Quando seu filho ficar melhor nesse exercício, você pode tentar aumentar a velocidade em que faz as trocas de lado.

Brinque de alongar

Ajude-o a sentar no chão e coloque um brinquedo na sua frente, perto o suficiente para que ele consiga buscar, e então mova-o de lugar, para que a criança tenha que se mexer para pegar novamente o brinquedo. Tentar isso com objetos de diferentes pesos e formas permite que ele pratique e melhore a coordenação motora dele. Certifique-se também que os brinquedos não oferecem nenhum risco para a saúde do bebê e solte peças pequenas que podem ser engolidas.

Crie obstáculos

Quando seu bebê começar a engatinhar, bloqueie o caminho dele com um travesseiro e incentive-o a rastejar sobre isso. Você pode segurar um brinquedo do outro lado do travesseiro para que ele se sinta encorajado a se mover.

Fonte do Site: paisefilhos.uol.com.br

Anúncios

7 dicas para deixar o chá de bebê lindo sem gastar muito

Dá para fazer tudo sem precisar contratar um profissional

(Foto: Getty Images)

Vem bebê por aí? Então você, provavelmente, está pensando em fazer alguma coisa para comemorar. Um chá revelação, uma reunião para amigos e familiares mais próximos ou o bom e velho chá de bebê. Independente da sua escolha, alguns passos podem te ajudar a ser mais prática e gastar menos. Fizemos uma lista com dicas para auxiliar na organização da festa e deixar tudo lindo! Olha só:

  1. Escolha uma data e um lugar 

O ideal é que a data seja escolhida com antecedência de no mínimo dois meses. Assim, você consegue planejar com calma os detalhes que quer na festa, o que vai ser servido de comida, qual será o tema da decoração, quantas pessoas serão convidadas e, de quebra, economizar. Já o lugar pode ser um quintal, espaço de festas do condomínio ou casa de algum amigo ou parente.

  1. Peça ajuda para alguém

Ninguém faz nada sozinho. Pode ser alguém da família, amigos mais próximos ou, caso você prefira, um organizador de eventos (mas a gente acha mais legal fazer tudo no esquema mão na massa). Decidido quem vai te ajudar, é hora de partir para a ação e começar a dar vida aos detalhes que você pensou.

  1. Compre tudo em um lugar só

Faça uma pesquisa de preços antes de decidir onde vai fazer as compras. Quando encontrar um local com produtos e valores atrativos, aproveite para comprar tudo de uma só vez. Além de economizar tempo, você gasta menos dinheiro e pode receber descontos e opções de parcelamentos especiais.

  1. Capriche na decoração

Quem não ama uma decoração de festa bem feita? E quando é de bebê então dá para abusar! Para garantir que tudo vai dar certo, chame aquele amigo ou parente que é fera nas habilidades manuais para dar conselhos sobre o que casa com o que no lugar escolhido.

  1. O que tem para comer?

Pense em um cardápio que seja gostoso e não saia tão caro (e que também não seja tão difícil de fazer). Aqui também vale a pena pedir ajuda para aquela pessoa que manja de cozinha e que todo mundo elogia a comida!

  1. Tire muitas fotos

Não tem nada melhor do que registrar momentos especiais a não ser rever eles mais pra frente. Caso você não queira contratar um fotógrafo profissional, nossa dica é aproveitar a câmera do seu celular e fazer as próprias fotos ou pedir para aquela pessoa da família que tira fotos incríveis. Bem do it yourself. Depois, faça um álbum ou scrapbook criativo e colorido para guardar todos os registros.

  1. Não se esqueça das lembrancinhas

Essa é uma das partes que todo mundo gosta e dá para caprichar sem gastar muito ou até mesmo fazendo em casa. Uma caixinha com um brigadeiro, um bolo de pote ou no palito, vasinhos de suculenta… existem várias opções que não demandam muito tempo e não têm um grau de dificuldade muito elevado para você se inspirar.

Fonte do Site: paisefilhos.uol.com.br

Saiba como aproveitar da melhor forma o primeiro ano de vida do seu filho

Vai passar muito rápido, então vem aqui conferir como aproveitar essa fase

O primeiro ano é um dos mais importantes na vida do bebê (Foto: Getty Images)

O primeiro ano do bebê pode parecer uma missão impossível, mas na realidade vai deixar saudades. Então, relaxa, aproveite cada minuto porque passa muito rápido.

Os primeiros meses de vida vão passar rápido e você vai sentir falta dessa época, que é superimportante e recheada de experiências, que fazem toda a diferença para o futuro do bebê. É nesse período que, ele se desenvolve, aprende e cresce.

Para que você possa aproveitar essa fase ao máximo e seu filho se tornar uma criança esperta, reunimos etapas do crescimento que consideramos as mais importantes. Assim, você fica ligada e não perde nenhum momento dessa idade incrível.

Escolhemos as 16 etapas que você precisa ficar ligada:

AMAMENTAÇÃO

Essa é poderosa! Estudos de imagens cerebrais da Universidade de Brown, nos Estados Unidos, descobriram que crianças que mamaram por pelo menos 3 meses, tinham até 30% a mais de substância branca um tipo de tecido cerebral que isola as fibras nervosas e acelera o cérebro. Você não amamenta? Não se preocupe, os leites de fórmula também são uma alternativa saudável para o seu filho.

Amamentação é muito importante nos primeiros dias de vida do bebê (Foto: GettyImage)

SONECA

Não é surpresa que durante o primeiro ano de vida eles passem de 12 a 18 horas por dia dormindo. O sono dá ao cérebro do bebê o descanso necessário para abastecer e funcionar com eficiência. Ter horário para soneca pode torná-lo mais inteligente.

MANTENDO O FOCO

Quando eles interagem com brinquedo ou livro, estão tentando entender o que veem, ouvem, sentem e saboreiam. Em outras palavras: eles estão aprendendo. “Para um bebê de 3 meses, se concentrar em um objeto por 15 segundos é intenso demais. É algo parecido a um adulto que se concentra em uma tarefa por uma hora”, diz Claire Lerner, especialista em desenvolvimento infantil da Zero to Three, em Washington, nos Estados Unidos.

FRIAMENTE CALCULADO

Como eles não sabem falar, usam o corpo para se comunicarem por meio de movimentos propositais. Por isso, é comum que eles se expressem chutando, esticando os braços e se movimentando.

ATENÇÃO

Pesquisas mostram que o carinho e a atenção dos pais é superimportante para o desenvolvimento cerebral das crianças. Mostre ao seu filho que quando ele chorar, você o confortará; se ele quiser tentar algo novo, você estará junto para encorajá-lo. Ou seja: apoie-o nas decisões, console os medos e dê muito amor. Assim, ele crescerá sendo uma pessoa boa, mais feliz e confiante.

OLHO NO OLHO

Segundo pesquisas da Universidade de Iowa, Estados Unidos, aos 6 meses de vida as crianças aprendem a trocar olhares. Por isso, olhar nos olhos do seu filho sempre que puder é ótimo, cria um vínculo emocional forte e o ajuda a absorver informações. “Contato visual faz com que ele aprenda a entender melhor o mundo ao redor”, explica Malinda Carpenter, professora de psicologia do desenvolvimento na Universidade de St. Andrews, na Escócia.

DE NOVO, DE NOVO

Ler um livro vezes seguidas pode ser cansativo, mas é dessa maneira que bebês aprendem de verdade. “Eles tendem a repetir comportamentos até que os dominem”, conta Andrew Garner, presidente do Grupo de Desenvolvimento Infantil da Academia Americana de Pediatria.

MUITO AMOR!

Esmague seu filho o quanto quiser! Beijar, abraçar, tocar e sorrir são superalimentos para o cérebro dele, de acordo com Kathy Hirsh, codiretora do Laboratório Infantil na Temple University, em Ambler, Pensilvânia. Cada demonstração de afeto faz com que a criança se sinta segura, protegida e amada, contribuindo para a sua concentração e aprendizado.

ERA UMA VEZ…

Quanto mais você conversar com ele, melhor! Vá em frente e tire um tempo para narrar seu dia, inventar histórias, cantar ou ler um livro para o seu filho. Procure inserir palavras novas aos poucos, assim você também colabora para a expansão do vocabulário dele.

CONECTANDO OS PONTOS

Até os 3 anos, as conexões entre as células cerebrais, chamadas sinapses, crescem em um ritmo mais rápido do que em qualquer outro momento da vida. Por isso, quanto mais usadas – ou seja, para fala ou música, por exemplo – mais forte se torna aquela parte do cérebro.

OLHA ALI!

Por volta do primeiro ano de vida, seu filho vai começar a apontar o dedo para se comunicar. No início, será porque quer que você veja o que ele está vendo – e pode ser qualquer coisa. Depois, ele vai começar a indicar coisas que ele queira, como, por exemplo, uma comida específica.

ESCONDE-ESCONDE

Essa brincadeira é uma ótima forma de ensinar a ideia de permanência das coisas, objetos e pessoas. Ele aprende que mesmo quando algo (você, no caso) está fora de vista não significa que não exista mais.

SOM NA CAIXA

Aula de música é uma ótima opção para o primeiro ano do bebê. Um estudo canadense provou que as crianças que participam desse tipo de curso – com instrumentos e cantoria – se comunicam melhor, sorriem mais e apresentam respostas cerebrais mais sofisticadas comparadas às que são apenas ouvintes.

AÇÃO E REAÇÃO

“Até mesmo bebês de 8 meses podem mostrar gestos de compreensão”, Andrew Garner explica. Segundo o especialista do Grupo de Desenvolvimento Infantil da Academia Americana de Pediatria, é por volta dessa idade que eles começam a entender como uma pessoa está se sentindo. Na prática acontece assim: quando um estranho se aproximar, seu filho vai observar a expressão dele e decidir se deve interagir ou não. Outros exemplos são, se você estiver preocupado, logo ele ficará desconfiado; e se você estiver calmo, ele também vai relaxar!

1, 2, 3…

Eles entendem o conceito de quantidades diferentes e podem agrupar mentalmente as coisas a partir dos 11 meses, segundo Kathy Hirsh. “Não que eles sejam matemáticos, mas sabem quando há mais ou menos coisas. São ótimos buscadores de padrões”, ela explica. Por isso, a dica é dividir os blocos por tamanho ou cor durante as brincadeiras.

RECARREGANDO ENERGIAS

Criança segura é sinônimo de cérebro tranquilo. Então, mesmo que ela continue chorando enquanto está no colo, o toque ajuda a acalmar o sistema nervoso. Isso também previne o hormônio do estresse (o cortisol), que pode interferir no desenvolvimento.

Fonte do Site: http://www.paisefilhos.uol.com.br

5 maneiras geniais de acalmar o choro das crianças

Bebês podem chorar de duas a três horas seguidas em um período de 24 horas e conviver com esse barulho não é fácil. Essas estratégias podem acalmar vocês dois!

Foto: Shutterstock

Alguns bebês passam os primeiros seis meses de vida chorando muito: eles choram porque estão com fome, estão molhados, porque estão cansados ou até entediados. Eles podem mudar aquela expressão suave e tranquila para momentos de puro sofrimento em segundos: o rosto vai ficar vermelho, eles vão sentir dificuldade para respirar e você vai entrar em desespero.

Nós tentamos de tudo para fazer os bebês melhorarem: fralda trocada, abraços, comida na hora certa, água, massagem… Mas, muitas vezes, nada disso funciona e quem acaba em prantos somos nós. Pensamentos como “O que há de errado com meu bebê?” logo são substituídos por “O que há de errado comigo?” e nós sentimos que estamos falhando na missão de ser mãe.

“Para os pais de primeira viagem, descobrir o que cada choro significa pode ser desafiador, frustrante e até assustador”, diz Rallie McAllister, terapeuta familiar em Kentucky, nos Estados Unidos. “Se os pais não são capazes de identificar imediatamente o porquê do choro, eles ficam com medo de que haja alguma coisa errada com a parte física do bebê”, diz ela.

Uma criança inconsolável também pode fazer qualquer pai ou mãe se sentir importante, de acordo com Crystal Clancy, terapeuta familiar especializada em saúde mental de recém-nascidos.

“Isso pode ser particularmente estressante para as mulheres que se sentem competentes e no controle de sua vida antes do nascimento do bebê”, diz a especialista.A boa notícia: você vai ficar melhor nisso com o passar do tempo e vai começar a interpretar e responder ao choro do seu bebê. Até lá, coloque essas dicas para funcionar:

1) Balance o bebê e faça sons

Balançar o bebê em seus braços de um lado para o outro com suavidade vai acalmar o bebê. Muitos estudos mostram que o balanço ativa o sistema nervoso para que o coração bata mais devagar e os músculos relaxem. Ao mesmo tempo, o som da sua voz vai fazer o bebê ficar focado em você em vez de continuar chorando.

2) Cante muitas músicas

Não se limite às canções de ninar. Diferentes sons estimulam o bebê, incluindo aqueles que você gosta. Pop, reggae e até rock podem fazer parte do repertório e logo seu filho vai escolher o ritmo que mais agrada (cuidado com o volume das músicas, para não agredir o ouvido sensível do bebê). Assim como o balanço, a música tem o poder de acalmar o sistema nervoso.

3) Mostre a ele como é se ouvir

Experimente gravar o som do seu bebê chorando e depois coloque para ele mesmo ouvir. Ele vai ficar tão fascinado com o som do próprio choro que vai se concentrar e parar de chorar. Muitos bebês estão tão focados no choro que nem percebem que o problema já foi resolvido, por exemplo, quando a fralda suja já foi trocada. Mas uma distração surpreendente, como o som do próprio choro, faz o bebê esquecer o que estava deixando-o chateado.

4) Desligue as luzes

Colocar o bebê em um quarto escuro e silencioso muitas vezes é o jeito mais efetivo de acalmá-lo. Os bebês podem facilmente se sentem superestimulados com barulhos e luzes do dia a dia. Afinal, antes de eles nascerem, o ambiente que ocupavam era escurinho e calmo. Bloquear os estímulos pode deixá-los mais calmos.

5) Mude de cenário

Tente levar seu bebê chorão para outro ambiente diferente daquele onde o choro começou (e não quer parar mais). Ele vai se interessar pelo novo ambiente e se distrair. Pode ser até que o bebê mude o humor, dependo do caso.

Fonte do Site: http://www.paisefilhos.uol.com.br

A importância de um ritual do sono para o bebê

Saiba como fazer seu filho dormir mais facilmente e melhor

Uma boa noite de sono é essencial na vida do bebê (e de toda família), pois ajuda no desenvolvimento físico e mental, além de ser muito importante para o crescimento. Manter um ritual do sono significa fazer, dia após dia, a mesma coisa na hora de colocar seu filho para dormir. E os pais e mães devem ser os responsáveis por fazer essa transição para o sono tranquilo dos bebês, já que eles não têm maturidade para adormecerem sozinhos.

Assim como nas demais fases da maternidade, não existem fórmulas mágicas e o ritual de sono ideal pode variar de acordo com a idade da criança. Mas algumas medidas que têm comprovação científica fazem efeito para todos, como manter uma rotina com estimulação multissensorial, o que um bebê sente, vê, ouve e cheira envolvendo contato corpo a corpo através do toque de uma massagem, criar um estímulo olfativo, visual e auditivo, por meio de cheiros, vozes e músicas leves. Tudo isso ajuda a acalmar o bebê para que ele durma mais facilmente e melhor.

Depois de bem estabelecido, o ritual que deve ser colocado em prática durante e depois do banho do bebê passa a fazer parte da vida da criança naturalmente no futuro e ainda contribui para seu desenvolvimento cognitivo.

Os benefícios da massagem

Pensando nessa importância que o sono tem tanto para o filho, quanto para os pais, a Natura Mamãe e Bebê desenvolveu um método de massagem relaxante que, associado a uma rotina, pode ajudar os bebês a dormirem.  O ritual da massagem se inicia, primeiramente com a mãe ou o pai, pois é preciso que você esteja tranquilo para transmitir isso ao bebê. Em seguida, começa a massagem no banho com a espuma relaxante e termina no pós-banho (trocador) com o hidratante corporal.

A fragrância da espuma e do hidratante também foi testada e desencadeia estímulos relaxantes, que confortam o bebê quando usada, para que a hora de dormir seja saudável e cheia de afeto. E para deixar aquele cheiro de amor que só Mamãe e Bebê tem, a água de colônia relaxante tem fragrância de lavanda e camomila e estimula uma noite de sono ainda mais tranquila. Conheça o passo a passo da massagem relaxante de Natura Mamãe e Bebê:

– Primeiro, faça um exercício de relaxamento para acalmar suas próprias emoções. Inspire de forma lenta e profunda contando mentalmente até 4. Repita este ciclo de respiração cinco vezes. Em seguida, faça uma massagem circular, com a palma da mão, no centro do seu peito, de 5 a 7 vezes. De preferência, mantenha os olhos fechados.

– Com o bebê na banheira em água morna, repita o movimento circular no peito da criança. Para que a mão deslize com mais facilidade e o bebê seja estimulado pelo aroma leve e calmante, use o sabonete espuma Mamãe e Bebê. Não se esqueça de explicando o que está fazendo para que seu filho ouça sua voz e se sinta seguro e acolhido.

– Vire o bebê de modo que você cruze seu antebraço por baixo dos braços dele e possa segurá-lo com a mão pela axila oposta. Com a outra mão, faça movimentos lentos de vai e vem, abrindo e fechando os dedos na cabeça do seu filho. Repita cinco vezes.

– Com o indicador e o polegar, faça movimentos circulares na nuca do bebê. Na sequência, deslize sua mão aberta pelas costas dele, fazendo uma leve pressão até a altura da lombar. Repita o movimento enquanto seu filho estiver curtindo.

– Terminado o banho, já no quarto, enquanto estiver enxugando seu filho dele, aproveite para fazer um carinho no rosto, sempre olhando nos olhos dele. Deslize as mãos lado a lado, fazendo movimentos da testa ao queixo. Repita de duas a quatro vezes.

– Para começar a massagem corporal, vire a criança de bruços e espalhe um pouco de hidratante relaxante Mamãe e Bebê para facilitar os movimentos alternados das mãos que percorrem as costas do bebê, do ombro ao bumbum. Repita três vezes.

– Para relaxar a região do pescoço, vire o bebê novamente com a barriga para cima e, com a mão aberta, faça movimentos que vão da orelha até o ombro. Massageie um braço por vez, deslizando sua mão do ombro ao punho. Sempre que quiser mais fluidez nos movimentos, use o hidratante.

– Para finalizar, deslize suas mãos da virilha ao tornozelo da criança sem pressa. Pressione seus polegares na sola dos pés, subindo do calcanhar aos dedos.

Fonte do Site: http://www.paisefilhos.uol.com.br

Cuidados com o umbigo do seu filho: passo a passo e sem segredos!

É mais fácil do que você imagina, e nem dói!

Depois do nascimento, o cordão umbilical torna-se o coto, um pedaço de tecido que tem entre dois e três centímetros, que costuma escurecer, secar e cair em um período de duas semanas. Essa parte do umbigo é apenas pele morta, já sem circulação sanguínea, ou seja, o bebê não sente nada quando essa parte do corpo é manuseada. Então pode limpar sem medo!

Além de não doer, cuidar do coto é mais simples do que parece. A região precisa ser limpa com algodão e álcool 70% a cada troca de fraldas, para evitar a contaminação do coto com as fezes. Na hora do processo, levante o coto, com a ajuda de um cotonete, espalhe o álcool começando pela base e, então limpe a volta toda, até sair toda a secreção.

Não se assuste se sangrar um pouco, é normal, além disso, depois que o coto cai, você pode perceber uma leve mancha de sangue na fralda do bebê, o que também não é motivo para preocupação. Apenas continue com a limpeza até a cicatrização completa. Pronto, é simples assim cuidar do umbigo do seu filho!

Fonte do Site: http://www.paisefilhos.uol.com.br

Esperando o Natal: Conte ao seu filho a história do Calendário do Advento

Faça a sua contagem regressiva para o natal

O clima de Natal já está no ar e muitas famílias têm a tradição de fazer o Calendário do Advento, uma espécie de contagem regressiva para o Natal. A palavra Advento significa vinda, chegada, início. 

A Calendário começa no dia 1° de dezembro e vai até a véspera do Natal, no dia 24. Uma brincadeira, um doce, uma mensagem, a cada dia há uma tarefa ou surpresa a ser realizada para comemorar um dia a menos para essa data que é tão especial.  

A história conta que o Calendário do Advento é uma invenção alemã. Segundo relatos, teve início no século 19, quando pessoas ligadas à Igreja Protestante costumavam desenhar um risco de giz na porta de casa para registrar a contagem dos dias.

Hoje, há diversas formas de montá-lo. Com pequenos módulos, saquinhos, caixas ou gavetinhas, não importa como, o legal é aproveitar para se divertir com os filhos e a família e promover a união do espírito natalino.

Veja aqui ideias legais para você se inspirar e fazer o seu Calendário. Mas se você quiser comprar um pronto, tem também!

Visita dos anjos

A história do Calendário do Advento conta que, a cada domingo que antecede a data, um anjo desce do céu para convidar os habitantes da Terra a preparar o Natal. Conte essa história para seus filhos! Confira aqui.

Fonte do Site: http://www.paisefilhos.uol.com.br

Esperando o Natal: Visita dos anjos

A cada domingo que antecedo o natal, um anjo desce do céu para convidar os habitantes da terra a fazer os preparativos. Confira a história: 

A história do Calendário do Advento conta que, a cada domingo que antecede a data, um anjo desce do céu para convidar os habitantes da Terra a preparar o Natal.

1° domingo: Anjo Azul

Esse anjo veste uma grande capa azul, tecida de silêncio e paz. O anjo canta com voz profunda e somente aqueles que têm o coração atento podem escutá-lo. Seu canto diz assim: “O céu vem por sobre a Terra. Deus vem habitar o coração dos homens. Preste atenção! Abra a porta!”

E é assim que neste dia o anjo passa e fala a todos os homens. Aqueles que o escutam se dispõem a preparar o Natal, cantando e acendendo velas.

2° domingo: Anjo Vermelho

Nesse dia, o segundo anjo desce do céu vestido com uma grande capa vermelha e traz na mão esquerda uma grande caixa, toda de ouro. A caixa está vazia, e o anjo deseja enchê-la para logo retornar ao céu. A caixa é muito fina e delicada, pois é feita de raios de Sol, por isso, não pode ser preenchida com coisas duras e pesadas. Discretamente, o anjo passa por todas as casas e espia o coração dos homens, buscando um pouco de amor verdadeiramente puro. É com esse amor que ele vai encher sua caixa e levá-la até o céu. No céu, os anjos e também os homens que já morreram tomam esse amor e fazem dele luz para as estrelas.

3° domingo: Anjo Branco

No terceiro domingo, um anjo branco e luminoso desce do céu. Tem em sua mão direita um raio de Sol muito poderoso. Ele vai a todos os humanos cujos corações o ano vermelho encontrou amor verdadeiro e toca-os com seu raio de luz. Essa luz penetra nos corações das pessoas, iluminando-as e aquecendo-as internamente. Como se o mesmo sol iluminasse através de seus olhos e descesse por suas mãos, pés e todo seu corpo. Mesmo os mais pobres e humildes dentre os homens são assim transformados e começam a parecer com anjos se têm um pouco de amor puro em  seus corações.

Mas nem todo mundo enxerga este anjo branco. Só veem os anjos aqueles cujos olhos foram iluminados por sua luz. Somente com essa luz que, no Natal, podem  ver o menino que nasce no presépio.

4° domingo: Anjo Lilás

No último domingo antes do Natal, aparece no céu um grande anjo com capa violeta, muito terno e suave. Ele passa sobre toda a Terra, levando em suas mãos uma grande lira. Com o instrumento musical, ele toca uma música doce que acompanha seu canto harmonioso. Para escutá-lo, é preciso ter um coração silencioso e atento.

Sua música é um grande canto da paz, o canto do menino Jesus e do Reino de Deus que vem sobre a Terra. Muitos anjinhos o acompanham e eles também cantam e se alegram no céu. Então, todas as sementes que dormem na Terra despertam e a Terra escute e estremece: o canto dos anjos diz que Deus não a esquece e que, algum dia, ela será de novo paraíso.

Fonte: Escola Wardolf

Esperando o Natal: Ideias para montar o seu Calendário do Advento

O calendário é uma contagem regressiva para o natal

Há diversas formas de montar um Calendário do Advento. Com pequenos módulos, saquinhos, caixas ou gavetinhas, não importa como, o legal é aproveitar para se divertir com os filhos e a família e promover a união do espírito natalino.

Com 24 espaços, uma forma de muffins vira uma base perfeita para um calendário do Advento. Os números que cobrem os espaços são revestidos com imãs, por isso você pode usar a forma depois do Natal normalmente. Meça o diâmetro da das forminhas. De acordo com o tamanho, corte 24 círculos de imã (use uma folha imantada que é de fácil manuseio para corte), e cole no papel que irá usar como cobertura dos espaços. Então, corte os círculos de papel. Faça 24 círculos menores para numerar o calendário. Se quiser pendurar a forma na parede, fure a forma, passe a fita e amarre.

Mensagens

Este calendário do Advento serve como decoração de parede e também proporciona diversão. Toda a família pode sugerir as atividades em pedaços de papel que serão enrolados e amarrados com uma fita decorativa.

Varal de meias

Não se estresse quando um pé-de-meia do filho some, transforme a que sobrou em um divertido Calendário do Advento. Você vai precisar de: 24 meias, adesivos numéricos, fita ou corda, prendedor de roupa. Como fazer: Pendure um pedaço de corda na parede – no formato que quiser, só tenha certeza de que é grande o suficiente para pendurar 24 meias. Depois cole os adesivos numéricos nas meias e pendure-as no varal. Coloque um brinde especial ou algum doce dentro de cada meia e deixe seu filho abrir por dia.

Empilhados

Transforme caixas antigas, gavetas de madeira e latas em um divertido calendário de contagem regressiva. Coloque dentro de cada uma surpresas de Natal. Depois pinte do jeito e da cor que preferir. Corte números de papel e cole nas caixas, latas e gavetas.

Gorros

Utilizando retalhos de tecido, corte e costure (ou cole) em forma de cone. Com cola quente, coloque um pom pom branco na ponta de cada um. Finalize uma faixa de tecido na parte mais larga do cone. Adicione um botão vermelho e depois coloque os números em formato de tag, com uma linha pendurada em volta do botão. Alinhe-os em um varal.

Advento organizador

Transforme uma caixa organizadora em um Calendário do Advento. Apenas cubra cada gaveta com papeis de estampas diferentes e coloridas. Depois numero de 1 a 25. Coloque as gavetas de volta na caixa em ordem numérica, e é só colocar atividades divertidas e doces para as crianças.

Bolsas de feltro

O que você vai precisar: feltro, tinta de tecido, pincel, fita, agulha e linha ou cola de tecido, tachinhas.

Como fazer: Corte 36 pedaços de tecido em formato oval, com cerca de 7,5 cm. Contorne a frente de 24 pedaços de tecido e depois pinte o número no centro. Alterne a cor do contorno e dos números. Depois corte os outros 12 pedaços pela matade e costure (ou cole) do lado de trás do tecido fazendo um bolso. Costure ou cole uma fita no topo do tecido para pendurá-los na parede.

Envelopes

O que você precisa: envelopes coloridos, adesivos numéricos, furador, fita, quadro de aviso, tachinhas. Como fazer: coloque lembrancinhas e doces nos envelopes ou atividades divertidas. Feche com os adesivos numéricos e com o furador faça um pequeno furo no canto esquerdo superior. Amarre um pedaço de fita para pendurar. Prenda as linhas de fita com as tachinhas no quadro de avisos, e então pendure os envelopes em ordem numérica.

Árvore de cartões de Natal

Faça uma árvore de cartões com mensagens de amor e carinho para seu filho, que também podem ser surpresas, como atividades ao ar livre, um sorvete na praça etc. Disponha-os em um formato de árvore com a sua numeração (de 1 a 24). Cada dia, seu filho terá uma surpresa!

“Jingle Bell, acabou o papel…”

Este é para as mães que adoram reciclar! É feito com rolos de papel higiênico (isto mesmo!). Você vai precisar de: 25 rolos de papel higiênico; tinta acrílica branca e colorida; placa de cortiça; canetão; mini-prendedores de roupa; fitas ou renda; grampeador; barbante. Feche o fundo dos rolos de papel higiênico (pode grampear ou fazer um fundo com papel cartolina); depois, é hora de pintar os rolos com tinta acrílica branca e deixar secar. Depois, você pode colar figuras relacionadas ao natal nos rolos, pintar com tinta colorida. Pinte com tinta ou canetão os números de cada dia (1 a 24). Enfeite a cortiça com rendas e fitas, deixando-o mais bonito (é só prender com alfinetes). Por último, coloque fitas ou barbante (como se fossem um varal) e pendure os rolos de papel higiênico com os prendedores de roupa.

Saquinho surpresa do Papai Noel

Deixe em uma cesta, caixa ou até uma mala pequena que você tenha em casa cheia de saquinhos. A cada dia, a criança pega um e se diverte. Você pode colocar uma pedrinha, uma mensagem, um docinho. Coisas simples, mas que agradam, sabe? Para fazer os saquinhos, não se esqueça de numera-los de 1 a 24. O saquinho pode ser de plástico, de papel ou de pano… O que vale é a alegria da surpresa!

Fonte do Site: http://www.paisefilhos.uol.com.br

4 livros para você ler com seu filho nas férias

A leitura precisa fazer parte da rotina das crianças 

Conheça livros incríveis para aproveitar as férias ao lado do seu filho (Foto: GettyImage)

Além de passear pela cidade, viajar e aproveitar as férias, ler em casa pode ser um ótima forma do seu filho aproveitar o tempo sem aula. Ele pode conhecer novas histórias, exercitar e memória e a imaginação, além de ser um tempo que você pode passar ao lado dele. Da uma olhada nas dicas que Luciana Loew esse mês para você.

"Aqui estamos nós"

Aqui estamos nós – Oliver Jeffers | Salamandra

Um primor de projeto gráfico. Além da capa dura e qualidade de impressão, as ilustrações de Oliver Jeffers são de cair o queixo: páginas inteiras que a gente até se esquece por um momento de ler, de tão lindas que são. E a narrativa é cativante também Jeffers escreveu esse livro para apresentar a seu filho o nosso planeta, com todas as suas belezas e mistérios. Um livro para ler e filosofar juntos.

biblioteca-3

Casa de Passarinho – Ana Rosa Costa | Ilustrações de Odilon Moraes | Editora Positivo

Assim como as crianças brincam com o que veem, nessa história a imagem (do premiado Odilon) brinca com o texto de Ana Rosa e vice versa, um passando a bola para o outro e abrindo as portas da nossa imaginação. É interessante começar a ler esse livro, que tem um início rápido e inusitado, e ver a reação das crianças – um começo que já nos deixa alerta para a aventura que será entrar nessa história.

biblioteca-4

Coleção Pipoquinha – Kim Smith | Editora Intrínseca

Difícil saber quem vai se divertir mais com esses lançamentos: os pais ou os filhos. A coleção Pipoquinha resgata três sucessos do cinema – “Esqueceram de Mim”, “E.T. – O Extraterrestre”, e “De volta para o futuro”. É divertido ler e reviver estas histórias que conhecemos tão bem apresentando-as aos nossos filhos.

biblioteca-6

Poemas com macarrão – Fabrício Corsaletti | Ilustrações de Jana Glatt |Companhia das Letrinhas

A poesia permite que as crianças transbordem o plano da narrativa para entrar no da música falada. Aqui, os poemas de Fabrício trazem isso em cenas cheias de humor com que os pequenos se identificam: tem piscina de sorvete, tem menino pelado levando bronca da mãe, tem filosofia sobre vulcão. E olha que estou citando apenas alguns dos versos que soltaram as risadas aqui de casa.

Fonte do Site: https://paisefilhos.uol.com.br/crianca/4-livros-para-voce-ler-com-seu-filho-nas-ferias/